Temas Bíblicos – Nov2018

 

Marcos (8) Mc6                                                                                                                      

               Caracteriza-se Mc 6 pela sua unidade temática: apresenta o dinamismo da ação à qual Jesus deu início com a sua obra, que encontrará a sua perpetuação na sua Igreja, tendo como seu alicerce os Apóstolos. No momento em que Marcos fala daquilo que acontece quando os Apóstolos se reencontram com Jesus, ao voltar da missão à qual foram enviados, nos é revelado qual deve ser a atividade fundamental da Igreja que tem como sua Cabeça, o Princípio, o Primogênito dos mortos, “Aquele em quem habita corporalmente a plenitude da divindade” (Cl 2,9), de quem tudo foi dito pela catequese apostólica e que o evangelista nos relata nos primeiros cinco capítulos do seu evangelho.

               Na sinagoga de Nazaré Jesus anuncia o seu programa messiânico (cf. Mc 1,15), declarando que nele se realiza a figura profética de Is 61, que, por sua vez encontra a sua ilustração em Is 11. A sua condição de “Palavra de Vida, Vida, Vida eterna” (1Jo 1,1-2) é explicitada pela sua persistente ação, qual a de ir a todo lugar para anunciar a Boa Nova, “porque, como ele afirma, foi para isto que eu saí” (Mc 1,38).

               Aos apóstolos confia a mesma missão que no seu início terá que se assemelhar àquela de João Batista, que pregou a conversão. Acompanhá-la-á, contudo, a ação de exorcizar, para indicar que chegou o Reino de Deus. Jesus, então, lembra aos seus Apóstolos que a sua pregação terá a sua credibilidade se motivada pelo desprendimento de tudo o que o homem deseja possuir, a exemplo do Filho do Homem que “não tem onde deitar a cabeça”.

               A incompreensão acompanhada por um espírito de revolta sempre se manifestará como aconteceu para ele, como relata a narrativa paralela de Lc 4,16-30, e como aconteceu para João Batista, vítima da raiva de Herodíades.

               O alimento que sustentará o povo, uma vez beneficiado pela cura de todos os seus males, será a Palavra e o Pão que o próprio Jesus se prontifica em oferecer. Constatamo-lo no fato que Jesus toma a iniciativa de pregar ao povo que o procura, não obstante tenha tentando se refugiar num lugar solitário, após a volta dos Apóstolos da sua missão; e no fato que toma até a iniciativa de ele querer alimentar as multidões. Temos que notar que a refeição foi oferecida a “cinco mil homens”. O número indica uma multidão que na sua totalidade sempre se apresentará para ser saciada. Aqui, de fato, num contexto que ilustra o dinamismo de um povo que lembra Israel guiado pelo deserto por Moisés que o alimenta com o maná, é ilustrada a Eucaristia que Jesus instituirá na véspera de dar o seu testemunho e será vítima da incompreensão do povo e da prepotência das autoridades terrenas, que o levarão à morte.

               Para que fique claro aos Apóstolos quem é o seu Mestre, Jesus sela todo o seu ensinamento, iniciado na sinagoga de Nazaré, com uma aparição que o revela em toda a sua autoridade divina, ao silenciando o vento e acalmar o mar. É aquilo que devemos entender quando celebramos a Eucaristia. Quem guia a Igreja é Jesus que, pelas Escrituras, nos diz ser Aquele que vem, na potência do Espírito, para nos arrancar do poder das trevas e nos transportar no reino da luz: a Palavra da Vida que nos sustenta para que não esmoreçamos nas tribulações, provocadas pelas perseguições por causa da nossa fé.

              

Pe. Fernando Capra

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM