Temas Bíblicos – nov2017

 

Carta aos Colossenses (2)  Cl 1,1-14
               

 Esta perícope apresenta quatro pontos da nossa doutrina de fé.

                1o) A ordem hierárquica.  Acima de todos está Deus. O Mediador é Jesus Cristo. Os fiéis são os membros da Igreja. Deus é, agora, chamado, por nós, de Pai, em virtude da obra redentora que o Filho realizou ao assumir a natureza humana. Jesus Cristo é o Filho que Deus Pai constituiu Cabeça da Igreja para levar todos à plenitude da sua estatura, segundo a graça distribuída a cada um.

Os fiéis são chamados à santificação, para se tornar sempre mais merecedores da graça recebida por Deus, que sobre eles efundiu o seu Espírito.

                2o) A vida cristã. Ela tem seu início com a conversão, em virtude do anúncio do Evangelho, atuado de forma querigmática. Desenvolve-se pelo mesmo evangelho até chegar à plenitude da caridade que se identifica com a vida divina comunicada pelo Espírito (v. 8). Esta vida torna-se sempre mais perfeita, na medida em que a virtude da caridade, por sua vez, vai se desenvolvendo juntamente com a fé e a esperança. Sinal de perfeita caridade é a esperança que, “lançada como âncora segura nos céus” (Hb 6,19) nos leva a experimentar os frutos do Espírito Santo. Estaremos, então, vivendo “a unidade do Espírito pelo vínculo da paz” (Ef 4,3), em virtude do chamado à herança reservada aos santos. Estaremos perfeitamente unidos a Cristo, pela fé perfeita, segundo a nossa vocação batismal. Tudo será alcançado mediante a nossa purificação, que nos levará a sermos semelhantes a Deus; o que nos permitirá vê-lo tal como ele é. Então, não seremos mais míopes, nem seremos surpreendidos pelo dia do Senhor como por um ladrão (1Tss 5,4).

                3o) O Evangelho. É o instrumental imprescindível da comunidade. Ele já se tornou determinante para a conversão. Continua a ser fundamental para que os fiéis nutram a sua fé (1Tss 5,11; Rm 1,12). É a Palavra da Verdade (v.5) que multiplica os frutos que produz a partir da sua primeira escuta.

                4o) O Apóstolo. Paulo considera-se, a pleno título, um entre os que Cristo, pessoalmente, enviou para evangelizar. A importância da sua função é explicada pela importância do Evangelho, “força de Deus para a salvação” (Rm 1,16). Ao especificar que exerce o seu ministério como “servo de Jesus Cristo”, isto é, como aquele que prega para servir aos fiéis, Paulo mostra como todos os que se associam à sua função de apóstolo devem ser considerados servos de Cristo, isto é, os que administram a Palavra de Deus em favor dos fiéis, movidos pela causa de Cristo. Eles são, porque evangelizadores, direta extensão dos Apóstolos.

                Paulo, após ter descrito a vida cristã segundo os seus elementos básicos, parte para uma apresentação do seu dinamismo. A graça da filiação adotiva em Cristo, que se articula nas virtudes teologais, desenvolve-se através do cultivo dos dons do Espírito, até chegarmos à sabedoria que nos permite o pleno conhecimento da vontade de Deus na nossa vida. A essa altura, o poder de Deus opera em nós com a sua energia e nos torna capazes de realizar as boas obras para as quais Ele nos destinou. E, não só. O conhecimento que alcançamos de Deus nos leva a nos associar aos sofrimentos de Cristo, com toda paciência e longanimidade, na alegria do Espírito Santo. Esta doutrina amadureceu na vida de Paulo ao longo das tribulações que teve que sofrer por causa do Evangelho. A sua extensa explicação encontra-se em 2Cor 1-7.

Pe. Fernando Capra

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM