Temas Bíblicos – 1Jo (13) Vida cristã (III) Reflexões finais (5,14-21)

  1. A) O teste da sua perfeição(5,14-15)

Paráfrase.  Deus ouve os que lhe pedem um favor segundo a sua vontade. Mas isto acontece quando a sua vida, em nós, é perfeita.

Análise.  Quando, em nós a vida divina se tornou perfeita no amor, porque vivemos em comunhão uns com os outros, pela perfeita caridade e comunhão de fé com os Apóstolos, somente saberemos pedir o que necessitamos para realizar obras que glorifiquem o Filho e, por ele, o Pai. Certamente isto nos será concedido. E, uma vez concedido, nos mostrará que estamos em perfeita comunhão de vida com Deus.

  1. b) Oração pelos que pecam(5,16-17)

Paráfrase.  Quem ama o irmão reza pelo irmão que não vive à altura da sua vocação. A oração é inútil em favor daqueles que já não são mais dos nossos. Tornaram-se anticristos, renegando o testemunho do Espírito da Verdade.

Análise.  Para João, o pecado é tão prejudicial à vida do cristão que, no seu amor por ele, deseja que todos aqueles que têm em si o amor perfeito rezem por aqueles que deixaram de se purificar no sangue de Jesus Cristo. Ao mesmo tempo, não nutre esperança alguma de salvação por aqueles que deixaram de ser dos nossos, “porque não eram dos nossos” (cf. Hb 6,4-8).

  1. c) Síntese final

5,18 Nós sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca (3,6.9). Na condição de filhos adotivos, nossa natureza divina está diametralmente em oposição com o pecado. Enquanto vivemos a purificação dos pecados e a observância dos mandamentos,  o Espírito, que o Filho Cristo Jesus mereceu, permanece em nós (3,23-24)”. Quando deixamos de “andar como ele andou” (2,6) recaímos na condição de quem nunca viu nem conheceu a Deus (3, 6.10).

5,18 O Gerado por Deus o guarda A purificação é o processo dinâmico que visa estabelecer de forma sempre mais definitiva a vida eterna em nós. A observância dos mandamentos de Cristo é a condição de estarmos nele. Nessas condições, Aquele que nos reconciliou com Deus, pela sua palavra que permanece em nós, nos torna vencedores do Maligno.

5,19 Nós sabemos que somos de Deus Enquanto atribuímos aos Apóstolos essa afirmação, vemos sintetizado nela tudo aquilo que eles tentaram nos dizer da sua transformação, pela ação do Espírito, pela prática da purificação e do amor aos irmãos. Enquanto a escutamos como uma proclamação da condição de todo e qualquer fiel que deu a sua adesão de fé à sua pregação, reconhecemos o apelo do Apóstolo a viver na fidelidade à doutrina abraçada.

5,19…  e que o mundo inteiro está sobe o poder do Maligno  Nada como a Vida, que é a Palavra que se fez carne, nos mostra quanto o mundo vive nas trevas, dominado pelas concupiscências.

5,20 Quem nasce de Deus, porque acolhe a Palavra pelo anúncio dos Apóstolos, recebe do Espírito, os seus sete dons, capazes de levá-lo à plena união com Deus. Do entendimento, pelo Espírito, chegamos ao conhecimento. Pela observância dos mandamentos, nos tornamos morada do Pai e do Filho, no Espírito. O Caminho é Cristo. Permanecendo nele, nos tornamos seus discípulos e nos amamos uns aos outros (Jo 15).

5,20  Sabemos que o Filho de Deus veio e nos deu o entendimento para conhecermos o Verdadeiro A Encarnação da Palavra da Vida é o Caminho da Verdade com a qual estabelecemos plena comunhão de vida pelo Espírito quando guardamos os mandamentos de Jesus Cristo.

5,20  Estamos, agora, no verdadeiro, no seu Filho, Jesus Cristo Mantida a nossa identidade, somos, agora, filhos adotivos, no Amado. Com Cristo formamos um só corpo e, santificados pelo seu Espírito da Verdade, estamos em comunhão de vida com o Pai.

5,20  Este é o verdadeiro Deus e vida eterna O Deus cristão é trinitário, manifestado no Filho, na condição de Palavra que veio na carne. Ele é o “Eu sou” do próprio Deus, na condição do homem Cristo Jesus. Nele está a “vida eterna” (v.11) para todos os que crêem nele.

5,21 Filhos, não deixeis que a vida idolátrica vos contamine É vida idolátrica a rebeldia (1Sm 15,23), a cupidez do ouro (Cl 3,5),  servir às paixões da carne e a ambição desmedida (1Pd 4,3). “Mas agora, libertos do pecado e postos a serviço de Deus, tendes vosso fruto para a santificação e, como desfecho, a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6,22; cf. 1Ts 1,10).

Pe. Fernando Capra

http://comentariosbiblicospadrefernandocapra.blogspot.com.br/p/primeira-carta-de-sao-joao.html

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM