Temas Bíblicas – Mar2019

 

Marcos (12) Mc 9,30-50

 

A abertura desta perícope de Marcos nos apresenta Jesus repetindo os termos do primeiro anúncio da sua Paixão e Morte, enquanto faz um esclarecimento importante: Jesus quer falar somente ao grupo dos Apóstolos. Isto porque aquilo que está anunciando e explicando somente poderia ser entendido e divulgado depois da sua ressurreição dos mortos. Os Apóstolos, de fato, embora escutem Jesus profetizar a sua morte, mostram claramente que nada estão entendendo. A morte ignominiosa do seu Mestre è repudiada como inaceitável, diante das suas expectativas de triunfo do reino que estava por instaurar. É até recriminada abertamente por Pedro, a ponto de Jesus dizer que ele estava se tornando uma pedra de escândalo, o próprio satanás, o diabo. Também, o anúncio da sua ressurreição dos mortos, é para eles algo inexplicável. Diante de tudo isso, é claro que Jesus, com a sua instrução em particular, visa simplesmente colocar as bases sobre as quais, mais tarde, os discípulos poderão fundamentar a sua fé na sua ressurreição. Este intuito de Jesus nos é claramente explicado pelo que diz aos discípulos de Emaús frustrados diante dos acontecimentos que tinham precedido a páscoa: “Não devia o Cristo sofrer para entrar na glória”?

A total incompreensão dos Apóstolos acaba comprovada pelo que confessaram quando Jesus indagou sobre o quê estavam discutindo no caminho.

Este abismo que separava os Apóstolos de Jesus está a indicar quanto a Igreja acabou enriquecida pelo dom do Espírito Santo que Jesus mereceu com os mistérios da sua imolação e glorificação. Indica, ao mesmo tempo, quanto nós podemos ser enriquecidos, quando, atentos aos ensinamentos dos evangelhos, que sintetizam a catequese apostólica, avançamos sempre mais na compreensão que Jesus alcançou para a sua humanidade enquanto observava os preceitos do Pai.

Os ensinamentos que se seguem aos anúncios que Jesus faz da sua Morte e Ressurreição visam, exatamente, ilustrar os passos que o discípulo é chamado a dar se quer salvar a sua vida e ser reconhecido pelo Filho do Homem; e brilhar como o sol diante do Pai, no Céu. Esta catequese que Marcos apresenta de forma resumida, é amplamente desenvolvida no grande bloco de Lc 9,51-19,28. Marcos, aqui, a desenvolve partindo da tipificação que Jesus apresenta para indicar quem é realmente o maior no Reino do seu Pai, que nos ensinou a invocar na oração do Pai nosso (Lc 11,2-4). “O último de todos e o servo de todos” (v.35) é aquele que é o maior no Reino dos Céus (Mt 11,11). No número destes que poderiam ser considerados insignificantes na sociedade, como o são as crianças, estão os que colaboram, simpatizando com a sua causa, diz Jesus, até quando, simplesmente contribuem com um copo de água. Fundamental é, também, evitar escandalizar os outros membros da Igreja: “os pequeninos que creem em mim” (Mt 18,6), diz Jesus. Para ressaltar a gravidade do seu ensinamento, Jesus utiliza sentenças proverbiais, as mesmas que encontramos em Mt 18,8-10. É tão grave a culpa de quem escandaliza que seria melhor para ele aceitar perder um membro do seu corpo que o leva a pecar, porque isto o salvaria do fogo eterno.

Agrada a Deus aquele que torna o seu corpo uma vítima oferecida em sacrifício que, quando bem salgada, agrada a Deus em virtude do suave odor que ela exala. Este é o sentido final do ensinamento de Jesus: “Tende sal em vós mesmos e vivei em paz uns com os outros” (v.50. Cf. Mt 5,13; Ef 4,3).  

 

Padre Fernando Capra

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM