Temas Bíblicas – jul2017

 

Chave de leitura da Bíblia     –        1Pd 1,17-25

 

 

 

          1,17 Pedro insiste sobre a importância da vigilância, na expectativa do juízo final. Aqui está falando do Pai que nos julgará, texto que Hb 12,9-10 nos ajuda a interpretar, uma vez que o Pai dos espíritos é visto como um pedagogo que nos educa na santidade, permitindo as provações. Essa reflexão desenvolve 1,6-8.

               1,18 reporta a 1,7, sublinhando a preciosidade da herança à qual somos chamados.

               1,19 desenvolve o que lembrou em 1,2. A nossa redenção foi realizada pelo Cordeiro imolado, em quem o Pai colocou a sua complacência desde sempre. Os profetas o prenunciaram perplexos (1,11), nós o compreendemos em toda a sua grandeza. É Jesus que, sendo de condição divina, assumiu a condição de servo [a da criatura que percorreu o caminho da sua realização na obediência (Jo 15,10)]. Pela sua imolação, ao provar o reconhecimento pleno da sua dependência do Criador, enquanto realizava a nossa redenção, alcançava as condições da sua glorificação. Passava a ser, de “alma vivente, Espírito vivificador” (1Cor 15,45).

               1,20 O conhecimento que o Pai tem do Filho, do Homem-Cordeiro imolado em quem, portanto, coloca toda a sua complacência, é o fundamento doutrinal de uma salvação que atinge todo e cada homem, independentemente do momento da sua existência. Os que creem nele após a sua manifestação nos últimos tempos, o compreendem à luz do Espírito Santo que Jesus glorificado alcançou para nós do Pai (Jo 16,13).

1,21 Alcançamos todas as graças desse mistério que se realizou em Jesus Cristo quando, “justificados pela fé temos paz com Deus” (Rm 5,1).

1,22 A doutrina de Deus, qual anunciada na força do Espírito, provoca uma regeneração que o batismo, pelo testemunho de uma boa consciência, consagra. Pela observância dos mandamentos, obedientes a quem interpreta, como “Unigênito Deus”, ele mesmo sendo Deus verdadeiro, a vontade do Pai, nos purificamos. Juntamos à fé a virtude, até alcançar o amor fraternal, pela constância e piedade, até desabrochar em nós a perfeita caridade, coroada pela esperança da herança eterna.

1,23 Nascestes de novo Estas palavras nos lembram Jo 1,12, momento em que se fala daqueles que, ao acolher a Palavra descobriram ter sido gerados na condição de estirpe de Deus. Jesus, quando fala a Nicodemos, explica que se trata de um nascimento que o Espírito realiza e que será fruto da Água que sai do lado direito do peito do Cordeiro, do qual nenhum osso foi quebrado (Jo 19,36). Os cristãos são, portanto, os que têm sua origem na “Palavra que se fez carne”, “Palavra da vida, Vida eterna” (1Jo 1,1-2).

1,24-25 Estamos diante de um pronunciamento do Apóstolo que quer sublinhar a importância da Palavra que se fez carne e que os fiéis das Igrejas fundadas pelos Apóstolos acolheram. Ela possui uma condição gloriosa que difere da glória humana que rapidamente murcha como a flor de uma erva. Ela “permanece para sempre”.

               Notamos que Pedro está perfeitamente familiarizado com os conceitos teológicos que expõe. Eles estão relacionados entre si de forma harmônica. A exposição da sua doutrina flui, dando-nos a impressão que estamos entendendo tudo aquilo que ele escreve. De fato, estamos entendendo o sentido lógico das palavras que ele utiliza e a sua relação entre si, mas somente na base daquilo que nós possuímos do conteúdo formal das mesmas.

               O fiel que se familiariza com a linguagem própria da reflexão sapiencial das Escrituras, constata que Pedro se expressa segundo a nossa lógica, enquanto alude a imagens da linguagem figurativa da Profecia.

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM