Loretando – Tec, tec, tec.

Tinha sido um sábado terrível, um dia daqueles difíceis de esquecer. Eu estava bufando, um mau humor de fazer inveja a qualquer argentino de plantão. Tinha que ir a missa (esse tinha era no sentido exato da palavra “obrigação”), e se é pra ir, então “vamos que vamos.” Subi a ladeira do Loreto babando, murmurando, chutando latinha, só faltava chover e choveu, e eu estava a pé, imaginem a minha “alegria”. A missa já ia começar “tava” dentro do horário, mas eu não queria saber; dezoito e trinta são dezoito trinta, não são dezoito e trinta e um, e isso já era motivo para eu reclamar. Sentado naquela arquibancada dura e fria, porque é uma arquibancada dura e fria mesmo, tentava me concentrar nas coisas que eu iria reclamar depois, porque nessas horas basta ter um bom motivo pra falar mal que a gente desce a ladeira com uma lata d´água na cabeça. E foi quando de repente ouvi um certo “tec, tec, tec” e pronto, aquele som ensurdecedor invadiu meus ouvidos. Rapidamente fiquei de pé e olhei para os lados como que procurando um outro cara indignado para confirmar meu protesto. Não encontrei, e a missa começou assim mesmo e seguiu seu rumo. Não demorou e aquele famigerado “tec, tec, tec” voltou novamente e um som gostoso… Quero dizer… Aquele som ensurdecedor invadiu meus ouvidos novamente. Foi então que notei que sempre depois do tal “tec, tec, tec”, feito por um daqueles garotos, sempre vinha um balanço maneiro, digo, barulho chato. Não bastasse isso e as melodias gostosas nas vozes da garotada, meu pé insistia em acompanhar o ritmo, batendo quase junto com o tal “tec, tec, tec”. – É muito barulho pra pouca música, comentei com uma senhora que estava ao meu lado e ela me olhou de cima a baixo e continuou a bater palmas, feliz da vida. A essa altura já não lembrava mais porque estava de mau humor, será que eu tinha brigado com minha mulher? Sei lá. E aquilo me deixou furioso, afinal como poderia esquecer uma coisa tão importante? Já na aclamação ao Evangelho, cruzei os braços para evitar maior envolvimento com aqueles ritmos, que apesar de gostoso, eu tinha que continuar de cara fechada, afinal estava de mau humor. Mas isso não durou muito, só o suficiente até acabar a homilia e entrar no ofertório. Na hora da consagração não ajoelhei. Dei-me à desculpa de estar com o joelho machucado, mas baixei a cabeça fazendo bico, até que o óbvio aconteceu. Quando fechando os olhos, no meio daquele silêncio gostoso um som cortou o ar. Um certo “tandandin tandan dandan…” querendo dizer: “pois somente eu tenho a ti, tu és a minha herança…” ecoou no Loretão. Levantei rapidamente a cabeça pra identificar de onde vinha. Caramba! De onde vem isso? Murmurei baixinho. E na consagração do vinho, ao erguer o cálice, o tal solo gostoso voltou. Era um garoto “magrelo” que tirava aquele som de sua guitarra. Tentei conter uma lágrima furtiva que insistia em escapar. Mas meu coração ardia, e não havia a menor condição de eu comungar com aquele espírito, mas meu peito ardia, tanto que não resisti aos primeiros acordes do canto da comunhão, já não havia como esconder minha felicidade por estar ali ouvindo coisas tão gostosas e por outro lado me doía de remorso por não ter aproveitado as outras músicas. Talvez, até para me derrubar de vez, logo começou o canto de meditação. Era uma daquelas músicas que mexe fundo no nosso coração, daquelas de arrepiar… de fazer chorar, essa era a verdade. Não bastasse a letra profunda e inteligente, as vozes, o arranjo e toda a magia que envolvia aquele momento me balançou legal. Se por um lado me sentia envergonhado por ter entrado na casa de meu Pai tão revoltado, naquele instante meu sentimento era outro. O tal “tec, tec, tec,” que sempre dava início às canções, voltava a acontecer e de novo aquela banda enchia de som todos os espaços disponíveis e os do meu coração também. Era incrível a minha mudança. Aquele encontro com Jesus banhado com o som gostoso da banda do MAC/EAC tinha modificado a minha tarde e quem sabe a minha vida, pois não me lembro de ter deixado novamente meus tropeços ocuparem tantos espaços, ainda bem que eles tocaram todas as músicas até o fim, elas tinham um gostinho de quero mais. E assim terminou o meu sábado, e um dia daqueles, tornou-se um dia maravilhoso. Gloria a Deus! A música tem esse poder e quando ela é bem executada, não há mau humor que resista. Quem canta ora duas vezes, já dizia não sei quem, e é verdade, há momentos que se tornam especiais pura e simplesmente porque usamos nossos dons, seja para tocar, seja para ouvir ou sentir, como queiram. É assim que eu me sinto numa missa cantada, especialmente na missa das dezoito horas, também conhecida como missa do EAC, porque é a missa que eu participo atualmente. Eu já frequentei todas as outras e é a mesma maravilha, a música elevando nossos corações. Pessoas maravilhosas que cantam e encantam. Me emociona ouvir melodias tão gostosas trazendo sentido ao sentimento, mas o melhor mesmo é deixar que seu coração acompanhe o ritmo, pois o resto vem no embalo. Que continue assim sempre. Amém! O Loreto é assim, em cada missa existe uma equipe que se reveza para dar o melhor de seus dons musicais, não há uma música que não nos fale profundo ao coração. Amo todos vocês.

P.S. Parabéns a todas as bandas católicas que utilizam seus dons em prol de suas comunidades.

P.S. do P.S. “Quem canta seus males espanta.” Já dizia “não sei quem”

 

Paulo Sobrinho e Solange

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM