Profissão de Fé – jul2017

Maria – Mãe de Cristo, Mãe da Igreja

Maria é reconhecida e honrada como verdadeira Mãe de Deus e do Redentor, Mãe de Cristo, Mãe da Cabeça do corpo que é a Igreja, portanto também dos seus membros.

 

A maternidade de Maria com relação à Igreja

Totalmente unida a seu Filho…

A união de Maria com Cristo desde a sua concepção virginal até sua morte, mostrou-nos bem o seu papel para com a Igreja, pois é decorrente dela. Com o seu “fiat”, Maria já colabora para toda a obra que seu Filho deverá realizar.

Após a Morte e Ressurreição de Jesus e até mesmo depois da Ascenção, Maria assistiu com suas orações a Igreja nascente”. (LG 69). Estava no cenáculo no Dia de Pentecostes.

               Era o dia 1º de novembro do Ano Santo de 1950, o Papa Pio XII proclamou o dogma da Assunção da bem aventurada Virgem Maria pela Constituição Apostólica “Munificentissimus Deus”:

“Depois de termos dirigido a Deus repetidas súplicas, e de termos invocado a luz do Espírito de verdade, para glória de Deus onipotente que à Virgem Maria concedeu a sua especial benevolência para honra do seu Filho, Rei imortal dos séculos e triunfador do pecado e da morte, para aumento da glória da sua augusta Mãe, e para gozo e júbilo de toda a Igreja, com a autoridade de Nosso Senhor Jesus Cristo, dos Bem aventurados apóstolos S. Pedro e S. Paulo e com a Nossa, pronunciamos, declaramos e definimos ser dogma divinamente revelado que: A imaculada Mãe de Deus, a sempre Virgem Maria, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celestial”.

Esta foi à declaração solene, em outras palavras podemos dizer:

“Finalmente, a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo em alma à glória celeste. E para que mais plenamente estivesse conforme a seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte, foi exaltada pelo Senhor como Rainha do universo”.  Isto é, Maria foi elevada em corpo e alma à glória do Céu, onde já participa da glória da ressurreição de seu Filho, antecipando a ressurreição de todos os membros de seu corpo. Assim vemos que a Assunção da Virgem Maria é uma participação muito especial na ressurreição de seu Filho e uma antecipação da ressurreição dos cristãos.

…ela é nossa Mãe na ordem da graça

Mesmo estando no Céu, de corpo e alma, junto a seu Filho Maria continua a interceder pelos seus filhos, isto é, todos nós. Continua a ser para todos, um modelo de fé e de caridade, exercendo sobre nós uma influência salutar, que brota da superabundância dos méritos de Cristo. O múnus salvífico de Maria, por sua múltipla intercessão continua a alcançar-nos os dons da salvação eterna. Com isso, ela é “membro supereminente e absolutamente único da Igreja” (LG 53), sendo invocada na Igreja sob os títulos de advogada, auxiliadora, protetora, medianeira (LG 62).

Mais uma vez a citação da LG (61) “De modo inteiramente singular, pela obediência, fé, esperança e ardente caridade, ela cooperou na obra do Salvador para restauração da vida sobrenatural das almas. Por este motivo ela se tornou para nós mãe na ordem da graça”.

É bom lembrar que a missão materna de Maria em favor dos homens de modo algum obscurece nem diminui a mediação única de Cristo; pelo contrário, até ostenta suas potência, sua mediação deriva inteiramente dos superabundantes méritos de Cristo e dela obtém toda a sua força (Cf. LG 60).

 

O culto da Santíssima Virgem

A piedade da Igreja para com a Santíssima Virgem é intrínseca ao culto cristão. “Todas as gerações me chamarão bem aventurada” (Lc 1,48). Este reconhecimento de Maria ela o faz ao dizer o Magnificat quando saudada pela prima Isabel. Desde os tempos mais antigos Maria é venerada sob o título de Mãe de Deus, sob cuja proteção os fiéis a invocam em todos seus perigos e necessidades. Rezamos na oração da Ave Maria: “… Rogai por nós pecadores agora e na hora da nossa morte”.

Este culto pode ser visto nas festas litúrgicas dedicadas a ela, nos locais de peregrinação conhecidos, no cântico e oração mariana, tal como o Santo Rosário, “resumo de todo o Evangelho” (Marialis Cultus MC 42).

 

Maria ícone escatológico da Igreja

Ao olhar para Maria, toda santa e já glorificada em corpo e alma, a Igreja contempla nela o que ela mesma é chamada a ser na terra e o que será na pátria celeste e para nós, enquanto aguardamos a vinda do Dia do Senhor, ela brilha como sinal da esperança segura e consolação para o Povo de Deus em peregrinação.

Nota explicativa: Maria é venerada, não adorada: é bom explicar que a adoração constitui o reconhecimento humilde e incondicional da absoluta sublimidade de Deus sobre todas as criaturas. Ora, Maria é criatura como nós, porém a mais perfeita das criaturas, mas criatura, por isso não a adoramos, mas a veneramos.

                                                                                         Jane do Térsio  

 

 

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM