Peregrinos e Romeiros

Para encontrar com Deus, ir à igreja parece suficiente.  Na verdade, é. No entanto, o cristão, em muitos casos, encontra com Cristo a partir de uma experiência de imersão, na qual permite que Deus penetre em seu coração e comece a fazer sua obra.

 

Como era costume, na história antiga,  ‘O povo de Deus, no deserto andava’ e assim segue até os dias de hoje, nas quais a fé e a religiosidade são fortalecidas e ratificadas pelas entregas e, dentre elas, podemos incluir peregrinações e romarias, que apesar de serem sinônimos, possuem na prática, significados diferentes.

 

Quando pensamos em romaria nos remetemos a uma tradição popular, normalmente destinada a pedidos de graças, ao pagamento de promessas, ou ainda como uma forma dos romeiros homenagearem os santos de suas devoções, nos seus respectivos dias de guarda. Algo realmente do povo, que envolve sacrifício e entrega, como as feitas pelos romeiros que se deslocam a pé pelas estradas do Brasil rumo à Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém ou Nossa Senhora Aparecida, em São Paulo.

 

As romarias têm essa pegada popular que demonstra a beleza da fé a partir da entrega e abstração de tudo, por um determinado período para seguir junto com Deus rumo a um propósito, normalmente de agradecimento, que despertam no cristão o desejo de continuar apesar do cansaço e da vida corrida dos dias de hoje. Toda essa motivação permite ao romeiro uma experiência única de confiança em Deus e, também, de autoconhecimento, exatamente com diz uma conhecida música: ‘Se a jornada é pesada e te cansas da caminhada, Segura na mão de Deus e vai’.

 

Dalva Santos é paraense e contou que todos os anos faz a romaria de Nossa Senhora de Nazaré, que segue da Basílica até o município de Ananindeua, cerca de 50 km de caminhada –  “Eu agradeço muito a Nossa Senhora, foi através dela que eu consegui construir a minha casa e por isso faço todo o círio de Nazaré, todos os anos. É só benção” -, afirmou. Questionada sobre o cansaço e a idade já avançada ela disse que chegou até aos 68 anos por intercessão de Nossa Senhora. Simples assim, assim são os romeiros. Fervorosos, obstinados e corajosos.

 

Já quando falamos em peregrinação, pensamos em dois contextos: Envio e Conhecimento e Experimentação e Missão.  O peregrino vai a um lugar santo em busca de conhecer os locais onde milagres aconteceram, onde Jesus pregou, onde santos viveram. Ele busca conhecimento, formação a partir de uma experiência pessoal que vai ter a oportunidade de vivenciar nesses locais. No entanto aquele que sair de uma peregrinação sem uma missão, na verdade não peregrinou. A missão será sempre o resultado do envio, dessa experiência vivida.

 

As peregrinações mobilizam também pessoas para grandes eventos, que resultam em um testemunho de fé e desprendimento por parte dos que participam. Como exemplo, temos as Jornadas Eucarísticas, das Famílias e Juventude, entre outras.  A JMJ, como um exemplo mais próximo de nós, atraiu para o Rio de Janeiro milhares de peregrinos, que vieram de diversas partes do mundo para nossa cidade, nossa paróquia e mesmo nossas casas. Eles viveram uma experiência de Fé com o Papa Francisco e com toda a igreja Católica.  Após a Jornada, todos foram enviados com a missão de fazer discípulos entre todas as nações.

 

Também nossa paróquia, assim como outras, costuma fazer peregrinações para Terra Santa, locais Marianos, Santuário de Aparecida, entre outros. É muito bom e normal querermos conhecer com certo conforto e estrutura esses locais santos, desde que guardado o cuidado para não viver apenas uma viagem de turismo religioso, categoria que tem atraído milhares de pessoas. Muitas viajam apenas pelo espetáculo de contemplar e registrar, esquecendo o real sentido da peregrinação.

 

O turismo religioso deve ser um facilitador para os cristãos em termos de estrutura e não o centro. O objetivo não deve ser só o de conhecer e fazer selfies, é preciso se permitir ter um encontro com Cristo nos lugares santos onde ele também se faz presente.

 

Ana Clébia foi a Fátima em Portugal, e conta que o local estava relativamente vazio, pois era dia de semana.  Não entrou pelos portões habituais, usados pelos peregrinos, mas por um jardim imenso, repleto de oliveiras. Quando caminhava, num frio pavoroso para nossos padrões, em direção ao Santuário, sentia o coração acelerado e a expectativa pelo o que ia encontrar quase a fazia correr. Disse que nunca viveu nada parecido com aquele dia. – “Eu “ouvi” um silêncio impressionante, mesmo com outras pessoas rezando a minha volta. Foi uma experiência extraordinária de encontro entre eu e o Cristo, na casa da mãe. Não tirei uma foto. Apenas aproveitei aquela paz que nunca tinha vivido antes. Cada lágrima que derramei naquele solo santo, lavou por inteiro meu coração, minha alma. É claro, que não saí de lá do mesmo jeito que entrei. Voltei revigorada e com o firme propósito de resgatar a minha religiosidade e compromissos com a evangelização”, contou.

 

Tanto a peregrinação como a romaria são provas de que a fé é a mola propulsora, tanto para instigar os fiéis à doação e novas experiências com Cristo, como para se permitir experimentar o que Deus reservou para cada um. Cada momento dedicado a Deus é único, não apenas pela entrega em si, mas pelo estado de espírito em que se vive cada doação. Por isso, cada peregrinação / romaria acontece em momentos exclusivos e enriquecedores nossos com Cristo.

 

Philipe Rabelo

Pascom Loreto

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM