Pastorais e Movimentos

ACOLHIMENTO

ACOLHIMENTO

Faz a acolhida fraterna na entrada da igreja entregando mensagens e folhetos e dando as informações necessárias a respeito da Celebração, encontro ou atividadade a que foi designada. Busca lugares adequados para as crianças, idosos, pedintes e doentes. Zela pelo ambiente da celebração, etc.

ACOLHIMENTO: Vilma Oliveira

Email: acolhimento@loreto.org.br

ALFABETIZAÇÃO ADULTOS

ESCOLA PAROQUIAL DE ALFABETIZAÇÃO ADULTOS

“Agente formador da dignidade e amor ao próximo”, com esse lema funciona na Escola Paroquial, de 2ª a 5ª feira, das 19h às 20:30h para Alfabetização de adultos, visando resgatar sonhos, projetos, identidade, auto-estima, o respeito à dignidade de cidadão e ao mesmo tempo, criando uma estratégia própria e cristã, pois a Evangelização é parte integrante do projeto.

Precisa-se de colaboradores. Os professores são bem-vindos, mas qualquer pessoa que saiba ler e escrever pode ser voluntária. Basta um ou dois dias na semana por apenas uma hora e meia. O resultado é maravilhoso e o trabalho apaixonante!

COORDENADOR: Maria Lúcia

Email: alfabetizacao@loreto.org.br

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

OREMOS COM O PAPA PELOS SACERDOTES

No quadro da V Conferência com o Episcopado Latino Americano e do Caribe no mês de maio, um dos eventos mais significativos é o encontro do Papa Bento XVI com os vocacionados de especial consagração na Igreja: sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas; incluindo ainda os seminaristas e candidatos à vida religiosa.

O encontro acontece no dia 12 de maio, durante a recitação do Santo Rosário, no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Onde se encontram os discípulos e missionários de Jesus Cristo a Mãe de Deus está presente, inspirando as palavras confortadoras do Papa e abençoando os discípulos que seu Filho escolheu.

O Apostolado da Oração se preza de rezar especialmente pelos sacerdotes, seminaristas e vocações religiosas, acolhendo a voz de JESUS: “A messe é abundante, mas os operários pouco numerosos. Pedi ao Senhor da messe que envie operários para sua messe” Lc 10,2.

Nossa oração fica ainda mais estimulada pelo gesto do Papa e pela palavra do nosso Cardeal-Arcebispo: “Rezemos para que Deus nos dê sempre bons e santos padres, segundo o seu coração” (L’0sservatore Romano 24.3.07). Pe. Javier

Coordenação do Apostolado da Oração Paróquia N. Sra.de Loreto

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

Coordenador: Ademir e Glória

Email: fraternidade@loreto.org.br

CASA DE BETÂNIA

CASA DE BETÂNIA – Associação Solidários Amigos de Betânia

  • Acolhida à população de rua para reintegração social, desde a alimentação à terapia da dependência química.
  • Reeducação e encaminhamento diversos (documentação, emprego, família, saúde, etc…)
  • Funciona no prédio vizinho à Paróquia – Praça N. Sra. de Loreto, 100 (Ladeira da Freguesia)

Mais informações no site: http://www.betaniasab.org.br/

Coordenador: Ir. Elci

Email: ecbetania@ig.com.br

CATEQUESE ESPECIAL

CATEQUESE ESPECIAL

Atende os portadores de deficiência ou necessidades especiais.

Coordenador: Maria Emilia

Email: catequeseespecial@loreto.org.br

CÍRCULOS BÍBLICOS

CÍRCULOS BÍBLICOS

Coordenador: Jorge e Neite

Email: cb@loreto.org.br

COPEAL

COPEAL – CONSELHO ECONOMICO ADMINISTRATIVO

Coordenador: Pe. Sebastião

Email: copeal@loreto.org.br

CORAL DO LORETO

Coordenadores:

Sergio Villie

Rita Rosinete

Email: coral@loreto.org.br

COMISSÃO DE EVENTOS

COMISSÃO DE EVENTOS

Coordenador: Ana Lucia

Email: eventos@loreto.org.br

CONGREGAÇÃO MARIANA

CONGREGAÇÃO MARIANA

Os Congregados Marianos do Brasil podem ser reconhecidos nas reuniões ou celebrações da Igreja pela fita que pende do pescoço da cor azul (cor litúrgica da Virgem Maria), em cuja extremidade está uma medalha prateada com a imagem do Nosso Senhor Jesus Cristo de um lado, de outro a da Mãe Santíssima, a Virgem Maria.

Saiba mais no site:  http://www.cncmb.org.br/

Coordenador: Edir

Email: cmariana@loreto.org.br

CONGREGAÇÃO MARIANA

As Congregações Marianas tiveram início em 1563, quando o jesuíta Pe. Jean Leunis começou, entre os alunos do Colégio Romano, em Roma, um sodalício (grupo) cujos membros se distinguiam por uma vida cristã e mariana fervorosa e pela prática de diversas formas de apostolado.

Enquanto as Congregações Marianas se espalhavam rapidamente pelo mundo, sobretudo nos Colégios da Companhia de Jesus, a Congregação Mariana do Colégio Romano foi erigida canonicamente, em 1584, pela Bula “Omnipotentis Dei” do Papa Gregório XIII, com o título de “Prima Primaria” (a primeira). A ela passaram a ser agregadas até 1967, as diversas Congregações de todas as partes do mundo, as quais podiam participar dos mesmos benefícios espirituais que lhe haviam sido concedidos pela Sé Apostólica.

Em 1748, com a Bula Áurea “Gloriosae Dominae”, o Papa Bento XIV enriqueceu as Congregações Marianas com especiais privilégios. Mesmo após a supressão da Companhia de Jesus em todo o mundo, as Congregações Marianas continuaram a existir, confirmadas em 1773 pelo Breve “Commendatissimam” do Papa Clemente XIV. Em 1948, no segundo centenário da Bula “Gloriosae Dominae”, o Papa Pio XII, pela Constituição Apostólica “Bis Saeculari” (BS), deu às Congregações Marianas o que passou a ser sua Carta Magna.

Em 1967, no impulso renovador que aconteceu nas associações religiosas após o Concílio Vaticano II, a Federação Mundial das Congregações Marianas, reunida em Roma, propôs uma modificação substancial das Regras Comuns, aprovadas pela Santa Sé em 1587 e atualizadas em 1910, substituindo-as pelos Princípios Gerais e as Normas Gerais, bem como a mudança do nome para Comunidade de Vida Cristã(CVX), para marcar a volta as origens da Espiritualidade Inaciana. Aceitos provisoriamente e, depois de 31 de maio de 1971, de modo definitivo, pela Santa Sé, esses documentos sofreram várias modificações sucessivas, sendo a última aprovada por Decreto do Pontifício Conselho para os Leigos, em 3 de dezembro de 1990.

Em sua longa história, as Congregações Marianas, como verdadeiras “escolas vivas de piedade e vida cristã operante” (BS, 16; ver também BS, 12), deram, até o presente, à Igreja, pelo menos 62 santos canonizados e 46 beatos, 22 fundadores de Institutos Religiosos, mártires, missionários e leigos de vida cristã exemplar. De 1567 até agora, entre os 31 Papas que ocuparam a Cátedra de São Pedro, 23 eram Congregados Marianos, inclusive o Papa João Paulo II que, aos 14 anos, foi membro-fundador de uma Congregação Mariana, em sua cidade natal.

 

Congregação Mariana do Brasil

No Brasil, as Congregações Marianas existiram no período colonial, sobretudo nos Colégios da Companhia de Jesus e praticamente desapareceram com a expulsão dos jesuítas, em 1759.

Em 1870, foi fundada novamente uma Congregação Mariana, agregada à Prima Primária, em Itu, Estado de São Paulo, e, a partir de então, tiveram elas notável crescimento em todo o País, quer em Paróquias ou em outros ambientes.

Em 1927, iniciou-se o movimento federativo com a primeira Federação Estadual, no estado de São Paulo.

Em 1937, criou-se a Confederação Nacional com sede no Rio de Janeiro. Foi o Brasil, nesta época, o líder, em todo o mundo, no número e crescimento de Congregações e Congregados. A mudança, em nível mundial, acontecida em 1967, não deixou de afetar a vida das Congregações Marianas no Brasil.

Em 1970, em reunião nacional realizada em Juiz de Fora, Minas Gerais, foram por elas aceitos os Princípios Gerais, mas decidiu-se manter-se o nome tradicional de Congregação Mariana, aproveitando a liberdade concedida pela Federação Mundial das Comunidades de Vida Cristã, na Assembléia Mundial de 1967.

Em maio de 1988, o Conselho Mundial das Comunidades de Vida Cristã, mantendo o reconhecimento das Congregações Marianas no Brasil, admitiu também a representação, naquele Conselho, das primeiras Comunidades de Vida Cristã que, como tais, já começavam a existir no País. Criou-se assim, uma dupla presença do Brasil naquele Conselho Mundial, através de associações que funcionam completamente independentes uma da outra. Tal situação levou as Congregações Marianas do Brasil, na sua Assembléia Nacional realizada em novembro de 1991, em Aparecida, estado de São Paulo, a aprovar um novo Estatuto da Confederação Nacional, no qual há uma referência explícita a uma Regra de Vida a ser elaborada, a qual, substituindo em âmbito de Brasil, os Princípios Gerais e as Normas Gerais, fizesse das Congregações Marianas do Brasil uma associação religiosa de leigos, autônoma, com a marca característica da devoção mariana, como sempre foram e continuaram sendo no Brasil. Esta decisão teve aprovação do Assistente Eclesiástico Nacional das Congregações Marianas, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal Dom Eugênio Sales.

Os Congregados Marianos do Brasil podem ser reconhecidos nas reuniões ou celebrações da Igreja pela fita que pende do pescoço da cor azul (cor litúrgica da Virgem Maria), em cuja extremidade está uma medalha prateada com a imagem do Nosso Senhor Jesus Cristo de um lado, de outro a da Mãe Santíssima, a Virgem Maria.

Fonte:  http://www.cncmb.org.br/

COROINHAS

COROINHAS

PASTORAL DOS ACÓLITOS – COROINHAS: Acompanha e auxilia o sacerdote ou ministro em todas as celebrações.

José Carlos (Coordenador) 

Sofia Toledo (Coordenadora)

Ricardo Diniz (Coordenador) 

Email: coroinhas@loreto.org.br

CURSO DA PALAVRA - NOITE

CURSO DA PALAVRA – NOITE

Segundo Pe. Alfonso Pastore trata-se de um método de evangelização que se baseia, principalmente, na participação e na criatividade renovada dos participantes. É a presença imediata do Evangelho na vida comunitária que manifesta a Palavra Viva e comunica o Espírito.

Trata-se de um movimento orgânico de evangelização pela participação ativa dos leigos. Não é um simples curso nem apenas um movimento de simples cultura religiosa. É um processo de evangelização a partir de uma vida comunitária dos seus membros. A experiência da solidariedade e do serviço em comum é a melhor manifestação da força da Palavra que comunica o Espírito de vida, de liberdade e de comunhão.

O Curso da Palavra não é círculo bíblico, curso de bíblia, estudo exegético ou aprofundamento teológico.

É A SIMPLICIDADE DA PALAVRA PROCLAMADA, PARTILHADA E ENCARNADA PELO POVO NA SUA VIDA E COMUNIDADE.

Coordenadora: Sandra

Email: palavranoite@loreto.org.br

CURSO DA PALAVRA - TARDE

CURSO DA PALAVRA – TARDE

Segundo Pe. Alfonso Pastore trata-se de um método de evangelização que se baseia, principalmente, na participação e na criatividade renovada dos participantes. É a presença imediata do Evangelho na vida comunitária que manifesta a Palavra Viva e comunica o Espírito.

Trata-se de um movimento orgânico de evangelização pela participação ativa dos leigos. Não é um simples curso nem apenas um movimento de simples cultura religiosa. É um processo de evangelização a partir de uma vida comunitária dos seus membros. A experiência da solidariedade e do serviço em comum é a melhor manifestação da força da Palavra que comunica o Espírito de vida, de liberdade e de comunhão.

O Curso da Palavra não é círculo bíblico, curso de bíblia, estudo exegético ou aprofundamento teológico.

É A SIMPLICIDADE DA PALAVRA PROCLAMADA, PARTILHADA E ENCARNADA PELO POVO NA SUA VIDA E COMUNIDADE.

Coordenador: Maria Lucia Costa

Email: palavratarde@loreto.org.br

E.C.C.

Encontro de Casais Com Cristo

O Encontro de Casais com Cristo – ECC – é um serviço da Igreja,  em favor da evangelização das famílias. Procura construir o  Reino de Deus, aqui e agora, a partir da família, da comunidade  paroquial, mostrando pistas para que os casais se reencontrem com eles  mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo.  Para isto, busca compreender o que é “ser Igreja hoje” e de seu  compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a Justiça Social.

A evangelização do matrimônio e da família é missão de toda a Igreja, em  que todos os fiéis devem cooperar segundo as próprias condições e  vocação. Deve partir do conceito exato de matrimônio e de família, à Luz  da Revelação, segundo o Magistério da Igreja (Orientações pastorais  sobre o matrimônio – CNBB Doc. Nº 12)     (DN-pág. 13)

Fonte: http://www.ecc.conselhonacional.com.br/j/ 

ECC - ENCONTRO DE CASAIS COM CRISTO

ECC – ENCONTRO DE CASAIS COM CRISTO

O Encontro de Casais com Cristo – ECC – é um serviço da Igreja,  em favor da evangelização das famílias. Procura construir o  Reino de Deus, aqui e agora, a partir da família, da comunidade  paroquial, mostrando pistas para que os casais se reencontrem com eles  mesmos, com os filhos, com a comunidade e, principalmente, com Cristo.  Para isto, busca compreender o que é “ser Igreja hoje” e de seu  compromisso com a dignidade da pessoa humana e com a Justiça Social.

A evangelização do matrimônio e da família é missão de toda a Igreja, em  que todos os fiéis devem cooperar segundo as próprias condições e  vocação. Deve partir do conceito exato de matrimônio e de família, à Luz  da Revelação, segundo o Magistério da Igreja (Orientações pastorais  sobre o matrimônio – CNBB Doc. Nº 12)     (DN-pág. 13)

Fonte: http://www.ecc.conselhonacional.com.br/

COORD. GERAL: Bira e Sandroca 

FICHAS: Claudio e Margarete 

MONTAGEM: Beto e Elsa

PALESTRA: Carlos e Lysia 

FINANÇAS: Miro e Sandra 

PÓS-ENCONTRO: Licínio e Tereza 

CASAL LIGAÇÃO: Manuel e Odete

Email: ecc@loreto.org.br

ESCOLA DE EVANGELIZAÇÃO SANTO ANDRE

EESA – ESCOLA DE EVANGELIZAÇÃO SANTO ANDRE

“Evangelizar é a razão de ser da Igreja” disse Paulo II, na Carta Apostólica Evangelii Nuntianti.

Nossa primeira missão, como batizados é anunciar o Evangelho. Em Mc 16,15.Jesus diz: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura”.

Em poucas palavras evangelizar é anunciar Jesus Salvador e Senhor, proclamando o kerigma com a força do Espírito Santo e o uso dos carismas para construir o Corpo de Cristo que é a Igreja, a nossa comunidade.

A Escola de Evangelização tem sua fonte e força na Palavra de Deus. É formada por evangelizadores que se dedicam a estudar a Palavra de Deus e a doutrina da Igreja, procurando transmiti-la à toda comunidade num efeito multiplicador.

Tem como inspiração a palavra de São Paulo que em 2Tm 2,1-2 , diz : “Tu, portanto, meu filho, procura progredir na graça de Jesus Cristo. O que de mim ouviste na presença de muitas testemunhas, confia-o a homens fiéis que, por sua vez, sejam capazes de instruir a outros.”

A Escola de Evangelização Santo André oferece diversos cursos de formação, tendo por base a Formação de Discípulos do Senhor e a Formação de Formadores. São 24 cursos, entre eles: NOVA VIDA, EMAUS, JESUS NOS 4 EVANGELHOS, MOISÉS  PENTECOSTES, HISTORIA DA SALVAÇÃO, PAULO etc.

Coordenador: José Aroldo Ferreira

Email: eesa@loreto.org.br

EAC - ENCONTRO DE ADOLESCENTES COM CRISTO

EAC – ENCONTRO DE ADOLESCENTES COM CRISTO

COORDENADORES GERAIS

Bianka Souza 

Matheus Dantas 

Tios Alexandre e Adriana

 

FINANÇAS

Anna Danello

Davi Camillo 

Tios: Raphael e Luciana 

 

PALESTRAS

Giovanna Caputo 

Fiore 

Tios Romulo e Aline 

 

MONTAGEM

Letícia Bornay

Cadu Amaro

Tios: Tony e Angela

 

FICHAS

Gabriela Souza

Guilherme Pupim 

Tios: Débora e Valman 

 

PÓS ENCONTRO

Maria Eduarda Prado 

Matheus Ramos 

Tios Neil e Karla 

 

Email: eac@loreto.org.br

EJC - ENCONTRO DE JOVENS COM CRISTO

EJC – ENCONTRO DE JOVENS COM CRISTO

Coordenadores: Clarice Holanda, Fábio Augusto e Lucas Gomes

Email: ejc@loreto.org.br

EQUIPE DA LITURGIA

EQUIPE DE LITURGIA

São as seguintes as seis equipes de Liturgia que coordenam as missas nos fim-de-semana, na Paróquia Nossa Senhora de Loreto:

SÁBADO – 18:00h

SÁBADO – 19:30h

DOMINGO – 07:00h

DOMINGO – 08:30h

DOMINGO – 10:00h

DOMINGO – 19:00h

Essas seis equipes estão subordinadas a um coordenador geral que se reporta diretamente ao pároco, sendo que a vigência do cargo de coordenadores é de dois anos.

Cada equipe é composta de: Responsável, Comentador, Leitores, Acolhimento, Apoio, Tesouraria e Música. Os membros das equipes se revezam nas funções a fim de estarem aptos a assumir qualquer função quando necessário.

Reúnem-se uma vez por mês para avaliação dos trabalhos já feitos e programar os próximos eventos.

Os coordenadores, por sua vez, reúnem-se com o coordenador geral para a avaliação e novas instruções.

Compete à equipe de Liturgia ajudar o padre na celebração, evitando distúrbios, interrupções, etc…, a fim de fazer da Liturgia uma antecipação do céu, e, fazendo o povo participar da oração.

Nossa paróquia existem também as missas diárias, durante a semana, de terça à sexta as 07:00h e de segunda a sexta as 19:30h, porém nestes horários não têm equipes formadas. Os trabalhos são feitos por pessoas da comunidade que costumam participar destes horários. Entretanto, quando há missas solenes/festivas durante a semana, é tradição as seis equipes participarem dos trabalhos se revezando a cada evento.

E.N.S.

E.N.S – Equipes de Nossa Senhora

FUNDAÇÃO

Em 1938 quatro casais franceses procuraram em Paris o Padre Henri Caffarel para que, sob a inspiração do Espírito Santo, pudesse orientá-los a viverem em plenitude a vocação de batizados no matrimônio. Em 25 de fevereiro de 1939 ocorreu a primeira reunião do grupo, coincidentemente com o início da crise européia decorrente da 2ª Grande Guerra Mundial.

ESTATUTOS

No período pós-guerra, a 08 de dezembro de 1947, com a expansão do Movimento ultrapassando as fronteiras da França e chegando à Bélgica,os casais dos diversos grupos, orientados pelo Pe. Henri Caffarel, elaboraram seus Estatutos, denominando-os de “CARTA DAS EQUIPES DE NOSSA SENHORA”.

Decidiram unirem-se em equipes de cinco a sete casais, tendo como mística a presença de Cristo, o auxílio mútuo e o testemunho do amor de Cristo como referencial, colocando-se sob o patrocínio de Nossa Senhora, porque “não há melhor guia para levar a Deus do que sua própria mãe”.

As Equipes de Nossa Senhora, embora tenham em Maria Santíssima sua padroeira, arrogam-se em ser um Movimento essencialmente cristocêntrico

CHEGADA AO BRASIL

Em 1950 o casal paulista Nancy e Pedro Moncau Junior – D. Nancy ainda é viva e participa ativamente do colegiado nacional das ENS – recebeu o indispensável apoio do Pe. Henri Caffarel e de Madeleine e Gerard d’Heilly, um dos quatro casais fundadores, para trazer o Movimento ao Brasil, à época já bastante difundido na França e na Bélgica. Com a criação da equipe brasileira, este casal assume sua ligação com o núcleo do Movimento em Paris.

O Brasil torna-se, então, o 3º País do Mundo a contar com as Equipes de Nossa Senhora e o 1º em língua não francesa.

Hoje as ENS no Brasil totalizam 2.200 equipes, distribuídas em todas as Regiões do País, com mais de 13.000 casais, o que delega à nação brasileira o primeiro lugar no Mundo em número de casais equipistas.

CONSELHEIRO ESPIRITUAL

Trata-se de um sacerdote que acompanha a equipe, com a finalidade de transmitir os princípios espirituais e auxiliar os casais a procurarem aplicá-los na própria vida.

Conselheiro espiritual e casais aprendem a compreender-se, a estimar-se e a auxiliar-se mutuamente. É, verdadeiramente, o casamento dos dois sacramentos do serviço: ordem e matrimônio

Reunidas em nome de Cristo e constituindo uma célula do sagrado corpo, as equipes têm necessidade do sacerdote que representa o Cristo para convertê-las em autêntica comunidade de fé. Atualmente, o Movimento no Brasil conta com a fundamental colaboração de 1.477 Conselheiros Espirituais.

RECONHECIMENTO DA IGREJA

O Decreto de Reconhecimento das Equipes de Nossa Senhora, baixado pelo Vaticano em 19 de abril de 1992 através do Pontifício Conselho para os Leigos, reconhece o Movimento como Associação Internacional de Fiéis de Direito Privado, nos termos dos cânones 298-311 e 321-329 do Código de Direito Canônico.

CARISMA

O carisma das Equipes de Nossa Senhora, o ser ou vocação, é a espiritualidade conjugal. E o fazer, a partir dessa vocação, realiza-se em três dimensões: em casal, no auxílio mútuo e na vivência cristã; em comunidade, na família por primeiro e na equipe por excelência; e na Igreja e no Mundo, através da missão de casal batizado, com a graça do sacramento do matrimônio e o auxílio mútuo da equipe e do Movimento.

Como corolário de seu carisma, as Equipes de Nossa Senhora cumprem o objetivo de “como Igreja, participar e comprometer-se com a construção de Reino, vivenciando em plenitude o Sacramento do Matrimônio”.

A manifestação da espiritualidade conjugal faz do casamento um lugar de amor e de felicidade, um caminho para a santidade e um vetor de irradiação para a família, para a comunidade e para o Mundo.

ESPIRITUALIDADE

A partir da oração e do diálogo entre os cônjuges, foram estabelecidos seis Pontos Concretos de Esforço (PCE’s), que se constituem em importantes e peculiares meios para o crescimento da espiritualidade conjugal: 1) escuta assídua da Palavra; 2) meditação diária; 3) oração conjugal; 4) dever de sentar-se (diálogo conjugal); 5) regra de vida (fixar um propósito de vida e revisá-lo mensalmente); e 6) retiro anual.

Estes PCE’s são vivenciados à luz de três atitudes básicas de vida: cultivar a assiduidade em se abrir à vontade de Deus, desenvolver a aptidão para a verdade e aumentar a capacidade para o encontro e a comunhão.

PRIORIDADES

1) Vida de Equipe

As equipes se constituem em comunidades de fé, praticando o auxílio mútuo e buscando a constante conversão de seus membros.

O casal equipista deve professar com coerência sua fé, vivenciar seus PCE’s em conjugalidade e ser sinal do amor transformador de Deus.

Os equipistas rezam diariamente o Magnificat pelas intenções mundiais do Movimento e hoje, em razão da presença das ENS nos cinco Continentes, durante as 24 horas do dia haverá sempre alguém orando pelas Equipes de Nossa Senhora.

Participam de uma segunda missa semanal por suas equipes e das atividades patrocinadas pelo Movimento.

2) Formação

As ENS são uma escola de formação permanente para os casais praticarem o discernimento humano e cristão, na busca da coerência entre fé e vida

As Sessões de Formação, principal instrumento para o desenvolvimento de quadros do Movimento, são ministradas em três níveis, abordando no primeiro a essência em ser cristão – a doutrina cristã -, no segundo a essência em ser católico – formação e missão do leigo, da família e da Igreja – e no terceiro, a essência em ser equipista – formação e missão do casal equipista.

Reuniões de Equipe, Retiros, Noites de Oração, Dias de Estudo, Encontros Anuais de Casais Responsáveis de Equipe, Reuniões Inter-equipes, Encontros Regionais, Provinciais, Nacionais e Internacionais, dentre outros, também constituem importantes instrumentos de formação.

3) Comunicação

É um dos pontos fortes das Equipes de Nossa Senhora.

O principal veículo de comunicação é a “Carta Mensal”, editada pela Super-Região e que se constitui o elo entre as equipes e a coordenação nacional do Movimento. A Carta Mensal, de leitura obrigatória e enviada gratuitamente a cada casal e Conselheiro Espiritual, estabelece, através de sua comunicação, a dupla ligação vertical (equipe/equipista-Movimento) e horizontal (entre as equipes ou equipistas) com vistas à unidade do Movimento.

As Equipes de Nossa Senhora contam com a figura do Casal Ligação, criada para assegurar o fluxo de informações no âmbito do Movimento e, concomitantemente, viabilizar a união e aglutinação das equipes, garantindo a transmissão da vida nos sentidos vertical e horizontal.

4) Presença no Mundo

Mesmo não sendo um movimento de ação, as ENS se caracterizam por ser um movimento essencialmente ativo pela ação de seus casais, em estreita sintonia com a doutrina social da Igreja.

Esta atividade proporciona ao Movimento ir ao encontro da realidade do Mundo por meio do engajamento de equipistas nos diferentes serviços e pastorais, além da realização de gestos concretos, em equipe ou individualmente, como visitas ou acolhimento a doentes, orfanatos, asilos, presidiários e suas famílias, população de rua, etc.

5) Pastoral Familiar

As Equipes de Nossa Senhora têm efetiva atuação na Pastoral Familiar. Integra os colegiados nacional e a nível de Diocese, além de incentivar a criação de pastorais em Paróquias onde inexiste este serviço.

Participa ativamente dos Encontros Nacionais da Pastoral Familiar, de seminários e outros eventos, oferecendo oportunos subsídios, pois, segundo Sua Santidade João Paulo II, “a Política Familiar deve constituir-se o ponto central e motor de todas as políticas sociais”.

Desenvolve programas de acolhimento a casais em segunda união, com os devidos cuidados e exigidas adaptações.

6) Experiência Comunitária

Trata-se essencialmente de eficiente serviço de evangelização oferecido pelas Equipes de Nossa Senhora, aproveitando a vivência e o conhecimento acumulado por seus casais quanto à vida conjugal, familiar e comunitária em presença de Cristo.

As Experiências Comunitárias podem representar, igualmente, eficiente instrumento de expansão das ENS, na medida em que despertam os casais para o conhecimento santificante pessoal, conjugal, familiar e social, afim de que, compreendendo esta realidade, possam assumi-la e, se for do desejo, ingressarem posteriormente no Movimento.

REUNIÃO MENSAL

Os três aspectos da mística do Movimento – presença de Cristo, auxílio mútuo e testemunho do amor de Cristo – são vividos de maneira extraordinariamente intensa nas reuniões mensais, revestidas de um caráter fundamental para o Movimento. Mesmo prestando serviços nas mais altas funções dos quadros das ENS, os casais não se desligam jamais de sua equipe de base.

As reuniões são verdadeiras fontes de abastecimento espiritual para os casais e para o próprio Conselheiro da equipe.

A reunião mensal, autêntica celebração, compreende 5 momentos marcantes:

Oração – leitura da Palavra, meditação e oração.

Partilha – confissão das vitórias e fracassos na vivência dos PCE’s.

Co-participação – colocação de fatos importantes da vida conjugal, familiar,comunitária e profissional, no período decorrido entre uma reunião e outra.

Estudo – troca de idéias em torno de tema específico posto em discussão pelo Movimento.

Refeição – singela refeição comunitária.

ORGANIZAÇÃO

As Equipes de Nossa Senhora são um Movimento extra paroquial e para viabilizar sua unidade e crescimento harmônico, são coordenadas mundialmente pela Equipe Responsável Internacional – ERI, sediada em Paris (França), sendo o Mundo dividido em Super Regiões ou em Regiões isoladas. As deliberações, em todos os níveis, são baixadas em colegiado e as funções de responsabilidade apresentam caráter de temporalidade e gratuidade, não existindo cargos a serem preenchidos.

O Brasil se constitui em uma Super Região, sub-dividida em sete Províncias, cobrindo todo Território Nacional; as Províncias, por sua vez, constituem-se em Regiões e estas em Setores. O Secretariado da Super Região Brasil localiza-se na Capital de São Paulo.

As Províncias no Brasil têm o seguinte alcance:Norte: Acre, Amazonas, Roraima, Amapá, Pará, Tocantins e Rondônia; Nordeste: Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia; Leste: Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo; Centro- Oeste: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul; Sul I: São Paulo Capital, Leste e Sul; Sul II: São Paulo Norte, Nordeste e Centro;e Sul III: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Na Cidade do Rio de Janeiro estão sediadas 3 regiões (Região Rio I, Região Rio III e Região Rio V), que compreendem 14 setores, 131 equipes, 793 casais equipistas e 97 conselheiros espirituais. Jacarepaguá compreende o Setor B da Região Rio V.

O interior do Estado do Rio de Janeiro conta com 2 regiões (Região Rio II – região serrana – e Região Rio IV – Niterói e São Gonçalo), 8 setores, 95 equipes, 630 casais equipistas e 59 conselheiros espirituais.

RECURSOS

O Movimento se mantém pela contribuição dos equipistas, correspondente a um dia da renda mensal do casal, paga em 10 parcelas durante os meses de fevereiro a novembro de cada ano. A contribuição do mês equivale, na prática, a dividir a renda do casal por 300.

As arrecadações dos meses de fevereiro e julho são encaminhadas para os respectivos Setores e dos oito meses restantes para o Secretariado Nacional.

EPVM - ENC. PREP. VIDA MATRIMONIAL - NOIVOS

epvmEPVM – ENC. PREP. VIDA MATRIMONIAL

EPVM (Encontros de Preparação para a Vida Matrimonial) é a denominação utilizada para o antigo Curso de Noivos desde 2010, por determinação da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Cada EPVM tem carga horária de 15 horas, distribuídas em 6 sábados no horário das 18:30 às 21:00 horas, com 2 temas por encontro e intervalo para lanche.

• Objetivo: Sensibilizar os noivos para optarem livre e conscientemente pelo sacramento do matrimônio, baseados no amor conjugal cristão e buscando a evangelização da sua família. Fonte: Guia de preparação para a vida matrimonial. (CNBB)

São realizados seis EPVM’s por ano.

Informações: 3392.4402 (secretaria da Paróquia)

• A Equipe tem sob sua responsabilidade :

a) Entrevistar os noivos para o preenchimento da ficha cadastral da Paróquia e inscrição dos mesmos no EPVM.

b) Organizar toda a dinâmica de cada EPVM (convocar palestrantes para cada tema, etc…)

• Outras Atividades:

1) Encontro de Recém-Casados:  Organizar um encontro convocando os casais que participaram dos EPVM’s e que estão casados há mais ou menos 1 ano, para participarem de um domingo de reflexão e confraternização no horário das 08:00 às 15:00 horas, com intervalo para almoço.

2) A Equipe se reúne quinzenalmente na Paróquia nas quartas-feiras, às 20:00h (Salão Sagrado Coração de Jesus).

ESTAMOS AGUARDANDO VOCÊS…

Coordenadores: João e Verinha ou Serjão e Gina

Email: epvm@loreto.org.br

FÉ E POLÍTICA

FÉ E POLÍTICA

Coordenador: Robson Leite

Email: feepolitica@loreto.org.br

GRUPO DE ORAÇÃO JESUS RESSURGIU

GRUPO DE ORAÇÃO JESUS RESSURGIU – TARDE

R.C.C.

– A Renovação Carismática Católica do Rio de Janeiro(RCC) é coordenada pelo Conselho Arquidiocesano da Renovação Carismática Católica(CARC), órgão consultivo do governo da Arquidiocese (Estatuto art.1º) e desenvolve suas atividades dentro da estrutura vicarial através das Coordenações Vicariais, em plena obediência aos legítimos representantes da Igreja de Cristo.

– Enquanto Movimento, o Grupo de Oração estará ligado à Paróquia pelos laços da obediência e do espírito de serviço para o crescimento do Reino de Cristo.

– A principal função do Grupo de oração é: renovar a graça de Pentecostes no exercício dos dons carismáticos (“Mas um é o mesmo Espírito, que distribui todos estes dons a cada um como lhe apraz”- 1Cor 12,11); promover o conhecimento e vivência da Palavra, como conversão pessoal profunda e incentivar a prática da promoção humana e ao trabalho pastoral.(“a fé sem obras é morta”- Tg 2,17).

 

Grupo de Oração Jesus Ressurgiu

Fundado em Julho de 1979

Reunião: segunda-feira das 14:30h as 16:30h

 

Coordenador: Janilda

Email: gojr@loreto.org.br

GRUPO DE ORAÇÃO N.S. DE LORETO

GRUPO DE ORAÇÃO N.S. DE LORETO – NOITE

R.C.C.

– A Renovação Carismática Católica do Rio de Janeiro(RCC) é coordenada pelo Conselho Arquidiocesano da Renovação Carismática Católica(CARC), órgão consultivo do governo da Arquidiocese (Estatuto art.1º) e desenvolve suas atividades dentro da estrutura vicarial através das Coordenações Vicariais, em plena obediência aos legítimos representantes da Igreja de Cristo.

– Enquanto Movimento, o Grupo de Oração estará ligado à Paróquia pelos laços da obediência e do espírito de serviço para o crescimento do Reino de Cristo.

– A principal função do Grupo de oração é: renovar a graça de Pentecostes no exercício dos dons carismáticos (“Mas um é o mesmo Espírito, que distribui todos estes dons a cada um como lhe apraz”- 1Cor 12,11); promover o conhecimento e vivência da Palavra, como conversão pessoal profunda e incentivar a prática da promoção humana e ao trabalho pastoral.(“a fé sem obras é morta”- Tg 2,17).

 

Grupo de Oração Nossa Senhora de Loreto

Fundado em novembro de 1975

Reunião: segunda-feira das 20:30h as 22:00h

 

Coordenadora: Neide

Email: gonsloreto@loreto.org.br

GUARDIÕES DO SANTUÁRIO

GUARDIÕES DO SANTUÁRIO

Coordenadores: Vitor e Julia

INICIAÇÃO CRISTÃ DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES - CATEQUESE

INICIAÇÃO CRISTÃ DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

“A finalidade da Catequese é a de fazer com que alguém se ponha, não apenas em contati, mas em COMUNHÃO, em intimidade com Cristo”. (DDG, nº 80). Os catequistas têm reuniões mensais de aprofundamento e planejamento, um curso de preparação no início do ano (primeira semana de fevereiro) e um seminário em julho (geralmente, segundo fim de semana). Faz trabalhos como encontros semanais com as crianças e adolescentes, reuniões mensais, adoração e círculos biblicos. Além de catequista e auxiliares, a pastoral precisa, para atender a enorme demanda em nossa Paróquia, de pessoas que se disponham a ajudar na secretaria da pastoral ou em outras atividades.

– Em nossa Paróquia, a catequese está organizada da seguinte forma:

Catequese Infantil: Crianças a partir de 5 anos.

Catequese para os primeiros Sacramentos: Batismo (crianças a partir de sete anos) e a Primeira Eucaristia (crianças a partir da 2ª série escolar e adolescentes).

Catequese Especial: atende os portadores de deficiência ou necessidades especiais.

Perseverança: Após a Primeira Eucaristia até a entrada em uma Pastoral Juvenil.

Coordenador: Irmã Cristina

Email: catequese@loreto.org.br

INICIAÇÃO CRISTÃ DE JOVENS E ADULTOS - CATECUMENATO

INICIAÇÃO CRISTÃ DE JOVENS E ADULTOS

Coordenador: Irmã Catarina do Precioso Sangue e Irmã Graça Maria

Email: icja@loreto.org.br

INICIAÇÃO CRISTÃ DE JOVENS E ADULTOS - CRISMA

INICIAÇÃO CRISTÃ DE JOVENS E ADULTOS (CRISMA)

Juntamente com o Batismo e a Eucaristia, o Sacramento da Confirmação (Crisma) constitui o conjunto dos sacramentos da Iniciaçõa Cristã, cuja unidade deve ser salvaguardada. A Catequese de Adultos é o tempo ou a instituição que, no quadro da iniciação cristã, se destina a ajudar o recém convertido a passar de uma fé inicial à fé adulta requerida pelos três sacramentos da iniciação. Dentre esse tempo de conversão da fé inicial à fé adulta, destaca-se a vivência e a catequese. A preparação se dá ao não batizado e ao batizado, mas que não possui os demais sacramentos da iniciação. O Crisma é a confirmação desses adultos no engajamento na fé e na igreja. É a confirmação do Batismo, por isso deve ser uma decisão consciente. Para participar da Pastoral da Iniciação Cristã de jovens e Adultos, a pessoa precisa ser crismada, estar vivenciando os Sacramentos e se interessar em estudar a doutrina da Igreja Católica, a fim de passá-la para o próximo, através da palavra e do exemplo de vida.

Coordenador: Irmã Catarina e Irmã Graça

JUVENTUDE MISSIONÁRIA

JUVENTUDE MISSIONÁRIA

Email: jmissionaria@loreto.org.br

JUZ

JUVENTUDE ZACCARIANA

Coordenador: Igor

LEIGOS DE SÃO PAULO

LEIGOS DE SÃO PAULO

Quando no sec. XVI se firmou a Reforma Católica, Deus inspirou os Santos para que trabalhassem para a glória de Seu reino. Entre eles, Santo Antonio Maria, médico da cidade de Cremona, na Itália. Ele, querendo continuar ao longo do tempo a sua obra de reformador da vida cristã, pensou em agregar a si outras pessoas. Assim fundou, em 1533, os Clérigos de São Paulo e em 1535 as irmãs Angélicas de Deus, amando e servido os irmãos.

Ao lado destes, ele queria que existisse grupos de Leigos, casados ou solteiros, que assumissem, ao mesmo tempo, o trabalho de sua própria santificação e o trabalho de santificação do próximo, indicando a todos eles o Apóstolo Paulo, como modelo de total dedicação a Cristo e de zelo pela salvação e progresso espiritual dos irmãos. Santo Antonio Maria Zaccaria não acreditava possível a reforma da vida cristã, se dependesse somente do trabalho e do zelo de religiosos. Por isso queria formar e motivar para o empenho pastoral também alguns leigos. Ao longo dos séculos esta intuição apostólica dele ficou esquecida.

Recentemente, na Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo (que vem a ser os Barnabitas), retomou-se a idéia e começamos a fundar grupos de leigos em nossas comunidades, procurando formá-los no mesmo espírito que estava presente em São Paulo e em Santo Antonio Maria.

Aqui na nossa Paróquia, por obra do Pe. Sebastião, começou a surgir um grupo, que está preocupado em aprofundar o conhecimento deste espírito paulino, que deve iluminar a vida pessoal, familiar e profissional e ao mesmo tempo a vida pastoral, na comunidade.

O grupo dos Leigos de São Paulo está aberto para todos os que quiserem participar. As reuniões acontecem aqui na Paróquia, todas primeiras terças-feiras e terceiras sextas-feiras do mês às 20:30h.

LIGA CATÓLICA

Histórico

É uma associação religiosa dirigida por leigos engajados na Igreja Católica Apostólica Romana. Foi fundada em 27 de maio de 1844, na Bélgica, pelo capitão do exército Huberto Henrique Belletable, sob orientação dos Padres Redentoristas, que logo se empenharam em difundi-la por toda a Europa.

A Liga Católica foi trazida para o Brasil em 1902, pelos Missionários Redentoristas holandeses, que, na cidade de Juiz de Fora-MG, fundaram a primeira Liga, existente até hoje.

No Brasil, o movimento ligüista se espalhou pelas principais cidades e tornou-se um importante instrumento de evangelização das pessoas e das famílias e continua atuante até os dias de hoje. É o homem orando e trabalhando na construção do Reino de Deus.

A primeira “Liga Católica Jesus, Maria, José” foi fundada na Igreja de Santo Afonso, na cidade do Rio de Janeiro, em março de 1908, com 125 homens.

Em 1919 contava com 1.239, só na igreja. Em 1924, no então Distrito Federal (Rio), havia 16 Ligas. Depois, as Ligas difundiram-se por vários Estados: Minas Gerais (22 Ligas), São Paulo (6 Ligas) e Espírito Santo (1 Liga) e ainda em Pernambuco (1 Liga) e Pará (2 Ligas).

 

Organização das Ligas Católicas

As Ligas Católicas são autônomas, isto é, são organizadas e dirigidas por leigos, pessoas da comunidade, que se reúnem na paróquia em que são desenvolvidas.

As diversas Ligas de uma cidade ou região formam uma Federação Arquidiocesana, sob a orientação espiritual do Bispo.

No Brasil, as Federações e Ligas são dirigidas pela Confederação Nacional das Ligas Católicas, com sede na Casa do Ligüista, em Campos-RJ, sob a coordenação e orientação dos Padres Redentoristas.

 

Liga Católica no Loreto

Em 21 de outubro de 2012 a Liga Católica do Loreto completou 88 anos.

Leia matéria em: http://www.loreto.org.br/jornal2012/dez2012_pag15.pdf

 

LIGA CATÓLICA

LIGA CATÓLICA

Liga Católica no Loreto

Em 21 de outubro de 2012 a Liga Católica do Loreto completou 88 anos.

Coordenador:  Elly

Email: liga@loreto.org.br

LITURGIA

LITURGIA

As Celebrações Litúrgicas necessitam de um serviço ministerial formado por leitores, acólitos, comentaristas, cantores e instrumentistas, sacristãos, equipe de acolhimento e ministros extraordinários da comunhão eucarística, que auxiliam o Sacerdote na preparação e desenvolvimetno das Missas e todas as demais Celebrações. A organização da Liturgia, implica na atuação de pastorais de acordo com seus ministrérios, a saber:

PASTORAL DA LITURGIA: Cuida da preparação e execução da ação litúrgica: as leituras, as preces dos fiéis, etc. Se preocupa com a renovação litúrgica conciliar, que é a PARTICIPAÇÃO DE TODO O POVO NA LITURGIA. É chamada a assumir, com o padre, tudo o que diz respeito à vida litúrgica da paróquia ou comunidade: organização, formação, planejamento e animação.

COORDENADOR: 

LITURGIA: Josué e Marcos

CERIMONIÁRIOS – Caio Melo 

Email: liturgia@loreto.org.br

MÃES QUE ORAM PELOS FILHOS

MÃES QUE ORAM PELOS FILHOS

O grupo MÃES QUE ORAM PELOS FILHOS do Loreto, registrado como Nossa Senhora de Loreto e Santa Monica, reúne todas as semanas, as 4a feiras, 20:00 hs, as mães (tias, avós, madrinhas e  pais) que desejam rezar por seus filhos, sejam de sangue ou de coração.

O grupo é aberto, não sendo necessário nenhum pré requisito para participar, apenas o desejo de orar pelos próprios filhos e por todos aqueles que estejam vivendo um momento de dificuldade.

Coordenador: Ana Maria 

Email: maes@loreto.org.br

Facebook: facebook.com/maesqueorampelosfilhosloreto

MECE

M E C E (MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA COMUNHÃO EUCARÍSTICA)

Os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística auxiliam os sacerdotes na distribuição da Santa Comunhão.

Esse ministério pode ser exercido nas Santas Missas e principalmente no atendimento aos doentes.

MESC - MINISTRO EXTR SANTA COMUNHÃO

MESC – MINISTRO EXTRAORDINÁRIO SANTA COMUNHÃO

Coordenador:

Roberta Landeira 

Valdira Rodrigues

Email: mesc@loreto.org.br

MAC - MATURIDADE CRISTÃ

MAC – MATURIDADE CRISTÃ

Coordenador: Gabriel

Email: mac@loreto.org.br

MEJ - MOVIMENTO EUCARISTICO JOVEM

MEJ – MOVIMENTO EUCARISTICO JOVEM

Coordenador: Irmã Luzia 

Email: mej@loreto.org.br

MOVIMENTO MÃE RAINHA 3 VEZES ADMIRÁVEL

MOVIMENTO MÃE RAINHA 3 VEZES ADMIRÁVEL

Coordenador: Regina Villé

Email: maerainha@loreto.org.br

MINISTÉRIO DE MÚSICA

MINISTÉRIO DE MÚSICA

Coordenadores: Diego Benevides e Angela Reis

Email: musica@loreto.org.br

MATER ECCLESIAE

MATER ECCLESIAE

Curso de Formação Teológica, Exegética e Catequética

“A ideia da criação de uma Escola destinada à formação de professores de religião para nível médio surgiu durante um Congresso Catequético realizado em outubro de 1964 e promovido pelo Regional Leste-1 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) — Estado da Guanabara e do Rio. Até então, havia numerosos cursos para catequistas paroquiais e de escolas primárias, mas nada organizado para o atendimento da área secundária…”

Saiba mais no site: http://www.materecclesiae.com.br/

 

Inscrições no Loreto

As inscrições são feitas com as Irmãs de Belém.

Endereço: Rua Edgar Werneck, 217

Telefone: 2445-2146

Coordenador: Ir. Maria Cristina

Email: catequese@loreto.org.br

MOVIMENTO FÉ E DONS

MOVIMENTO FÉ E DONS

O Movimento Fé e Dons, criado na Paróquia N. S. de Loreto e hoje presente em outras paróquias do nosso vicariato, tem o objetivo de acolher todas as pessoas afastadas da comunidade de fé e que desejam colocar os seus dons a serviço do próximo. A idade mínima para participar do encontro, que é a porta de entrada para o Movimento, é de 18 anos e qualquer pessoa pode participar, não existindo qualquer restrição.

Coordenação: Patricia Paço e Carolina Saraiva

Email: feedons@loreto.org.br

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA

OFICINA DE ORAÇÃO E VIDA

Coordenador: Vilma

Email: oficina@loreto.org.br

O MENSAGEIRO - JORNAL PAROQUIAL

O MENSAGEIRO – JORNAL PAROQUIAL

O  Mensageiro é o jornal da Paróquia Nossa Senhora de Loreto cujo objetivo é servir à Paróquia na sua vocação missionária de formar e informar.

Coordenador: Hélia Fraga

Email: mensageiro@loreto.org.br

PASTORAL DO BATISMO

PASTORAL DO BATISMO

“A Pastoral do Batismo abre as portas das graças dos Sacramentos. ” (Dom Ávila). É pelo Batismo que o homem conquista um lugar no povo de Deus e começa a fazer parte de uma nova família, a igreja. Esta aliança é selada e fortalecida pelo Espírito Santo que o homem recebe no momento em que a água do Batismo o purifica do pecado. O Batismo dá embasamento para os Sacramentos subsequentes. Ele é a porta da salvação! É como um “selo” eterno da alma. Ele é indestrutível! Nós somos a igreja a partir do Batismo e formamos um só corpo em Cristo. A Pastoral prepara pais e padrinhos para que seus filhos e afilhados recebam o Sacramento do Batismo, colaborando e participando diretamente na celebração do sacramento. Para participar da Pastoral é necessário ter: “Fé, caridade e incontido entusiasmo na tarefa de anunciar o Evangelho”. (Ir. Lúcia). As pessoas precisam ser batizadas, conhecer todos os Sacramentos, estar vivenciando-os e entrar em contato com um dos Coordenadores.

Inscrições para o Batismo: 5ª feira e Sábado- 09:00 às 11h.

Coordenador: Ana Reis e Jose Ricardo

Email: batismo@loreto.org.br

PASTORAL FAMILIAR

A missão da Pastoral Familiar é a defesa e promoção da pessoa em todas as etapas e circunstâncias da vida e a defesa dos valores cristãos para o matrimônio e os relacionamentos pessoais e familiares. É imprescindível promover articulações dentro e fora da Igreja, para defender a vida em todas as suas etapas e dinamizar e orientar ações em favor da família.

É organizada por setores: Setor Pré-Matrimonial, Pós-Matrimonial e Setor de Casos Especiais.

Coordenadores: Jaqueline e Klinger

E-mail: pastoralfamiliar@loreto.org.br

PASTORAL VOCACIONAL

PASTORAL VOCACIONAL

Promove na terceira quinta-feira de cada mês uma Hora Santa Vocacional, após a missa vespertina, com a participação da comunidade. Realiza, ao menos um Encontro, direcionado especificamente à vocação religiosa (masculina e feminina) e coloca-se à disposição das demais Pastorais para orientar suas atividade sobre o tema.

Coordenador: Zelia

Email: vocacional@loreto.org.br

PASTORAL DA AÇÃO SOCIAL

Faz trabalhos de assistência Social e espiritual às famílias carentes da nossa comunidade, visando resgatar a dignidade do irmão que se encontra em situação precária. São muitas as atividades d pastoral, onde destacamos a entrega mensal de bolsas de alimentos, roupas, cobertores, material de contrução para recuperar a moradia dos assistidos e numa ação conjunta com a pastoral da Saúde, faz atendimentos médicos a pessoas carentes. Atualmente são distribuídas cerca de 3 toneladas de alimentos com 100 famílias assistidas. Também gerencia a Cantina Paroquial, cuja receita destina-se à manutenção das bolsas dos assistidos. Precisa de pessoas de boa vontade, com relação a situação civil das pessoas interessadas em trabalhar, como também não há limite de idade. Todos são bem-vindos!

COORDENADOR: Kadu 

Email: asnsl@loreto.org.br

Visite o nosso site:

http://www.loreto.org.br/acao/asnsl.asp

 

PASTORAL DA CONSOLAÇÃO E ESPERANÇA

PASTORAL DA CONSOLAÇÃO E ESPERANÇA

O Ministério da Consolação e Esperança atua nos cemitérios da Cidade do Rio de Janeiro com a finalidade de levar conforto, através da Palavra de Deus, às famílias na hora de dor pela perda do ente querido e ao mesmo tempo, atuar como elemento evangelizador. O trabalho é feito por Ministros da Pastoral da Esperança, devidamente preparados através de cursos de outros momentos de preparação como aprofundamentos e retiros. Inicialmente (antes da investidura), o interessado em participar da pastoral pode fazer um estágio de experiência acompanhado por um ministro. O trabalho é feito em plantões, uma vez por semana (de segunda a sábado) ou um domingo por mês, pela manhã ou tarde. Cada ministro deve atuar, de preferência, dentro da área de sua residência.

COORDENADOR: Rolim 

Email: esperanca@loreto.org.br

PASTORAL DO DÍZIMO

O Dízimo se destina a todas as despesas normais ou ordinárias da Paróquia, tais como salários de funcionários, pagamento de água, luz telefone, velas, cursos, folhetos das missas, etc. Para ser dizimistas não é necessário que as pessoas disponham da décima parte de seus vencimentos, e sim conforme suas posses e de acordo com o seu coração. O importante é que, ao assumir o compromisso de ser dizimista, o faça todo mês. A Pastoral tem como finalidade receber, após as missas a contribuição dos dizimistas e cadastrar aqueles paroquianos que queiram ser dizimistas. Existe uma escala para os plantões das missas, que é confeccionada a cada quatro meses.

COORDENADORES: Tuninho e Carlos 

Email: dizimo@loreto.org.br

PASCOM

PASCOM – PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

A Pascom não é o meio de comunicação, mas aquela que se utiliza dos meios para comunicar Jesus Cristo e a Igreja, promovendo as relações humanas, criando comunhão e formando consciências para a construção de uma sociedade mais justa e solidária. Não é somente uma pastoral, mas aquela que deve integrar todas as pastorais, promovendo o diálogo inter-pastoral.

“Não é suficiente ter um plano de pastoral da comunicação, mas é necessário que a comunicação faça parte integrante de todos os planos pastorais, visto que a comunicação tem, de fato, um contributo a dar a qualquer outro apostolado, ministério ou programa”. (Aetatis Novae, 17).

No Loreto, a Pascom é responsável por alimentar o site, as redes sociais, a confecção mensal da revista O Mensageiro e as transmissões nos telões digitais, inclusive da Santa Missa.

Coordenador: Thiago Santos

Email: pascom@loreto.org.br

PASTORAL DA SAÚDE

PASTORAL DA SAÚDE

Faz regularmente visitas aos hospitais, casas de repouso e também residências da área da Paróquia. O trabalho consiste em levar a Palavra de Deus e o conforto espiritual aos enfermos,

procurando ser a presença viva da igreja. Quando se faz necessário preparar doentes para receberem a Eucaristia, aí estará o agente pastoral. Os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão MESC) trabalham em conjunto com a Pastoral da Saúde. Ocasionalmente é fornecida ajuda material, tais como remédios, fraldas, sabonetes e creme dental.

COORDENADOR: Denice

Email: saude@loreto.org.br

R.C.C. - GRUPO DE ORAÇÃO

R.C.C.

– A Renovação Carismática Católica do Rio de Janeiro(RCC) é coordenada pelo Conselho Arquidiocesano da Renovação Carismática Católica(CARC), órgão consultivo do governo da Arquidiocese (Estatuto art.1º) e desenvolve suas atividades dentro da estrutura vicarial através das Coordenações Vicariais, em plena obediência aos legítimos representantes da Igreja de Cristo.

– Enquanto Movimento, o Grupo de Oração estará ligado à Paróquia pelos laços da obediência e do espírito de serviço para o crescimento do Reino de Cristo.

– A principal função do Grupo de oração é: renovar a graça de Pentecostes no exercício dos dons carismáticos (“Mas um é o mesmo Espírito, que distribui todos estes dons a cada um como lhe apraz”- 1Cor 12,11); promover o conhecimento e vivência da Palavra, como conversão pessoal profunda e incentivar a prática da promoção humana e ao trabalho pastoral.(“a fé sem obras é morta”- Tg 2,17).

 

Grupo de Oração Jesus Ressurgiu

Fundado em Julho de 1979

Reunião: segunda-feira das 14:30h as 16:30h

 

Grupo de Oração Nossa Senhora de Loreto

Fundado em novembro de 1975

Reunião: segunda-feira das 20:30h as 22:00h

SANTIFICAÇÃO DO MATRIMONIO

SANTIFICAÇÃO DO MATRIMONIO

Coordenador: Iara Pinheiro

Email: santificacao@loreto.org.br

SETOR JUVENTUDE

SETOR JUVENTUDE

Setor Juventude é o espaço que articula, convoca e propõe orientações para a Evangelização da Juventude, respeitando o protagonismo juvenil, a diversidade dos carismas, a organização e a espiritualidade para a unidade das forças ao redor de algumas metas e prioridades comuns à luz do documento 85 da CNBB “Evangelização da Juventude”, das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil e do Documento de Aparecida.

Fazem parte do Setor as experiências de evangelização juvenil existentes em nossa Paróquia: Movimento Eucarístico Jovem (MEJ), Encontro de Adolescentes com Cristo (EAC), Encontro de Jovens com Cristo (EJC), Juventude Missionária (JM), Maturidade Cristã (MAC), Pastoral Vocacional, Pastoral Familiar e outros segmentos eclesiais que estejam envolvidos com evangelização da juventude.

Ao lado da constatação dos grandes desafios que o mundo juvenil nos apresenta, nos deparamos com a riqueza de propostas evangelizadoras que temos em nossa Comunidade Paroquial. Acreditamos que, na medida em que estas forças estiverem melhor integradas numa pastoral de conjunto, num trabalho colegiado, poderemos responder com mais capacidade e resultados a evangelização da juventude em todas as suas dimensões. Deste modo, o que nos motiva à existência do Setor Juventude é, em primeiro lugar, a realidade juvenil e a missão comum de evangelização que todos os segmentos têm diante do chamado de Jesus Cristo.

A criação do Setor da Juventude Paroquial favorece o diálogo entre os segmentos, a partir de reuniões conjuntas, reflexões comuns e algumas atividades assumidas coletivamente, em especial os grandes eventos com Juventude.

Email: sj@loreto.org.br

Site: http://sjloreto.blogspot.com.br/

SOBRIEDADE

SOBRIEDADE

Em formação

Email: sobriedade@loreto.org.br

TERÇO DOS HOMENS

TERÇO DOS HOMENS

É uma campanha em prol das famílias.

“O homem com o rosário nas mãos, leva consigo a chave dos problemas que o afliguem e tem sempre o olhar da Mãe Maria sobre sua vida!”

Na nossa Paróquia a  Liga Católica Coordena o Terço dos Homens, e  fez sua Implantação no dia 30/outubro/2012. Contamos com a presença de diversos homens da comunidade, membros de pastorais e coordenadores do Terço dos Homens de outras paróquias do Rio de Janeiro.

O Terço é rezado todas as Terças-Feiras às 20:30 no Santuário.

Participem e tragam os amigos.

Nossa Senhora os aguarda!!!

Coordenador: Luiz Augusto Bacellar

E-mail: tercodoshomens@loreto.org.br

TERCEIRA IDADE

TERCEIRA IDADE

Coordenador: Elisabete Vargas

Email: terceiraidade@loreto.org.br

TERÇO DOS HOMENS

Terço dos Homens

É uma campanha em prol das famílias.

“O homem com o rosário nas mãos, leva consigo a chave dos problemas que o afliguem e tem sempre o olhar da Mãe Maria sobre sua vida!”

Na nossa Paróquia a  Liga Católica Coordena o Terço dos Homens, e  fez sua Implantação no dia 30/outubro/2012. Contamos com apresença de diversos homens da comunidade, membros de pastorais e coordenadores do Terço dos Homens de outras paróquias do Rio de Janeiro.

O Terço é rezado todas as Terças-Feiras às 20:30 no Santuário.

Participem e tragam os amigos.

Nossa Senhora os aguarda!!

Coordenador: Leonardo Brito

 

VICENTINOS

Sociedade de São Vicente de Paulo 

A missão da Sociedade de São Vicente de Paulo  é aliviar a miséria espiritual e material dos que vivem em situação de risco social, colocando em prática os ensinamentos de Cristo e da Igreja Católica.  A SSVP está presente em 143 países e possuem mais de 700 mil membros espalhados pelo mundo.

O Brasil é o maior país vicentino do planeta; aqui a instituição nasceu em 1872, com a Conferência São José, no Rio de Janeiro. E conta com cerca de 250 mil voluntários, organizados em 20 mil Conferências e 33 Conselhos Metropolitanos.

As Conferências Vicentinas são grupos formados por homens e mulheres – e também por Crianças e Adolescentes. Quem faz adesão a SSVP é chamado de Vicentino. (Fonte: www.ssvpbrasil.org.br).

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM