Natal – Tempo de Paz e Amor

No mês de dezembro, celebramos a solenidade do Natal. Colocamo-nos em um clima de festa, alegria, luzes coloridas. Preparamo-nos para dar e receber presentes. Natal, antes de tudo, é a comemoração do nascimento de Jesus e por causa d’Ele que temos essa festa tão significativa.

A festa já é celebrada em Roma no ano 336 d.C. Na parte Oriental do Império Romano, comemorava-se em 7 de janeiro o seu nascimento, ocasião do seu batismo, em virtude da não-aceitação do Calendário Gregoriano. No século IV, as igrejas ocidentais passaram a adotar o dia 25 de dezembro para o Natal e o dia 6 de janeiro para Epifania. A celebração do Natal de Jesus foi instituída oficialmente pelo Papa Libério, no ano 354 d.C.

Segundo estudos, a data de 25 de dezembro não é a data real do nascimento de Jesus. Nessa data era celebrada uma festa pagã chamada de “natalis solis invictuso Sol Invicto, que ocorria no período do solstício de Inverno. A Igreja, para substituir as festas pagãs em homenagem ao astro rei, no convida a celebra o nascimento do verdadeiro sol que ilumina a todos, Jesus Cristo. No século XII, foi introduzido por S. Francisco de Assis o costume de encenar o nascimento de Jesus no Natal. Com o passar do tempo a encenação foi sendo substituída pelo presépio que são armados nas igrejas e nas casas. Outro elemento foi incorporado a essa celebração: o pinheiro, árvore que resisti ao inverno mais intenso, símbolo de vida em plenitude.

É no Natal, que relembramos o mistério da encarnação, o Filho de Deus se fez, que “(…) aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de servo por solidariedade aos homens” (Fl 2,7). Jesus assume a natureza humana, encarnando-se no ventre de Maria. Para João Duns Scotus, a encarnação é um acontecimento que faz parte do plano de amor do Pai. O verbo se encarna para demostrar o profundo amor salvífico de Deus pela humanidade e para conduzir a criação toda à sua plenitude. Ele doa-se incondicionalmente e gratuitamente a todos nós.

Convido a todos nesse natal a olharmos para o Filho encarnado e vemos n’Ele um modelo para o nosso viver e o nosso agir segundo a vontade de Deus. Permitamos que a luz de Jesus encha os nossos corações a tal ponto que possamos enfim dizer que “Já não sou eu que vivo, mas Cristo que vive em mim” (Gl 2,20).

“Deus tornou-se visível sobre a terra e conversou com os homens”              S. João Damasceno

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais