Mulheres hoje

“Que momento vive a mulher hoje?  Que espaço ela ocupa no mundo contemporâneo?  Vivemos um tempo histórico em que a mulher começa a ser reconhecida para além da mãe e dona de casa.  Mulheres ocupam postos de trabalho, cargos de governo, tornam-se referências culturais. Hoje, mulheres são muito mais que mães; tornaram-se verdadeiras chefes de família, verdadeiras máquinas de trabalho, verdadeiras pensadoras.

Após um período de intensa luta pela igualdade de gênero, a mulher parece, enfim, descobrir-se mulher: com sua complexidade, com suas características físicas, afetivas e emocionais próprias e com sua capacidade de ler o mundo de uma forma bastante diferente que a do homem – uma leitura que inclui a poesia, que inclui a entrelinha, que inclui o que não é dito expressamente, mas que está nos olhos e nas atitudes do outro.”

A mulher está se esforçando e conseguindo ocupar um espaço profissionalmente e tornando-se mais visível na sociedade em carreiras que eram tradicionalmente masculinas. Mas ainda há muito o que ser conquistado.

A mídia mostra a mulher sendo valorizada mais por seus atributos físicos do que pela sua intelectualidade e conquistas alcançadas.

O mercado de trabalho remunera a mulher com salário inferior ao do homem no exercício de funções iguais.

Para os homens é um desafio muito grande entrar numa relação de igualdade com as mulheres. O homem precisa descobrir outras dimensões da sua personalidade.

Seria bom se o homem também descobrisse outros modos de ser, deixando de lado a questão de ter que ser o conquistador, o dominador, o machão, o provedor.  Desse modo passaria a ser parceiro da mulher, dividindo as tarefas.

Para as mulheres também não é fácil. Ela é desafiada a trabalhar na sua profissão e a conciliar isto com a sua vida afetiva, com o desejo de ser mãe e o de formar uma família. É um desafio quase intransponível. Isto porque não há uma consciência do homem de assumir uma parceria e assim a mulher se submete a fazer dupla, tripla jornada.

Esta situação gera insegurança no homem e muitos conflitos na mulher.

Muitas coisas são próprias da mulher, mas muitas coisas são impostas culturalmente. Há uma diferença fundamental. A mulher gesta, por nove meses, outro ser humano, amamenta com seu próprio corpo. É hospedeira da vida. Por isso tem seu jeito próprio de cuidar, mesmo quando ela assume um trabalho profissional, e é importante que ela não perca essas características.

A nova mulher ainda não está pronta. Ela já não é mais o modelo da mulher romântica, só do lar, vivendo para o homem e para os filhos. Não é mais o modelo da mulher só profissional, durona, também não deu certo.

A independência da mulher trouxe também mudanças nas relações da família. Se a mulher não está o tempo todo em casa, tudo muda na casa. É uma nova maneira de estruturar as famílias.

Há uma nova mulher emergindo, se construindo. Ela não quer abrir mão nem da sua diferença, nem da sua feminilidade, mas ao mesmo tempo quer ocupar um lugar no espaço público. Não quer ficar restrita ao doméstico, mas quer o companheirismo com o homem.

A mulher cuidava da casa, do marido e dos filhos, agora o cuidado dela vai além. Ela cuida do mundo e isto não é bom que ela perca.

Ao mesmo tempo é bom que a vida familiar vá tomando outro aspecto onde as tarefas sejam divididas, onde todos assumem as responsabilidades, não só a mulher.

O papel da educação é fundamental no sentido de trabalhar desde cedo, dentro da escola, as questões de gênero e da relação homem-mulher, levando a uma tomada de consciência progressiva. É muito importante que escola e família trabalhem mais juntas. Hoje em dia os adolescentes e jovens ainda são muito machistas e isso se deve muito aos modelos que são veiculados pelos meios de comunicação.

É necessária uma parceria entre família e escola onde o processo educativo seja comum e capaz de enfrentar e competir com  os meios de comunicação, internet, com tudo o que está entrando nas mentes das crianças a todo minuto, impondo contra valores o tempo inteiro, pornografias, anticomportamentos que induzem e reforçam o modelo de comportamento machista.

As mães precisam se conscientizar de que elas também reproduzem a cadeia da dominação machista quando educam os meninos diferentes das meninas.

Felizmente há jovens casais que estão tentando, e conseguindo, trilhar um caminho novo.

O tema da relação homem-mulher, dos avanços nas conquistas da mulher e da superação do machismo deve ser debatido por todos, para que o resultado disto seja a construção de uma sociedade onde os direitos são iguais e as tarefas são divididas.

mulheres_hoje

(elaborado a partir de entrevista com a Teóloga Maria Clara Bingemer, da PUC/RJ e do texto Maria e a mulher hoje, de Gilda Carvalho, captados na internet).

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM