Missão Popular

A missão popular – a visita de casa em casa – é o gesto concreto do Ano da Esperança que a Arquidiocese do Rio está vivenciando.

Enquanto no Ano da Fé em 2013, os cristãos foram às ruas testemunhar publicamente a fé, e no Ano da Caridade em 2014, se partilhou com o irmão aquilo que se tem, no Ano da Esperança em 2015, o chamado é para “continuar caminhando”.

Por isso que o gesto concreto do Ano da Esperança é o que chamamos, na linguagem do Rio, de missão popular: é um momento forte de visitas missionárias.

 

Nos passos do 11º Plano Pastoral de Conjunto

 

O 11º Plano de Pastoral de Conjunto exerce seu serviço de pedagogia pastoral: – “Uma Igreja que anuncia e re-anuncia Jesus Cristo, numa rede de comunidades, serviços e ministérios, em permanente estado de missão, a serviço da vida em todas as suas instâncias”. (Diretrizes do 11º PPC).

Abrimos o ano de 2015, sob o “Sinal da Esperança” – Ano da Esperança – Ano Missionário: “Trata-se de uma atitude em nível pessoal e em nível pastoral. Em nível pessoal, destacam-se o testemunho e o engajamento em alguma atividade evangelizadora. Em nível grupal, todas as pastorais, associações e demais entidades não podem ficar satisfeitas com o que já realizam. É preciso ir mais longe, chegando a ambientes e situações até então não atingidas. Esta é a grande passagem que o Documento de Aparecida nos interpela a fazer: passagem de uma pastoral de conservação ou manutenção para uma pastoral decididamente missionária” (11º Plano de Pastoral, 113). O documento ainda destaca: “Em nossos dias, a missionaridade não é mais atributo de uma pastoral específica, no caso, a pastoral missionária. Cresce, cada vez mais a consciência de que todas as pastorais, movimentos, associações e demais organismos são missionários e precisam assumir de modo mais intenso esta perspectiva missionária nas suas opções e prioridades…” (11º Plano de Pastoral,114).

Deve fazer crescer a consciência e o exercício pastoral de uma Igreja toda Missionária que atravesse esta Cidade proclamando que Deus aqui habita. Esforcemo-nos para testemunhar a Esperança – e esta é Cristo, revelador do amor do Pai. Deixemo-nos transformar como Igreja missionária, convertendo-nos em Igreja de Saída (cf. EG 20-24). Igreja convertida, a partir do Coração do Evangelho (cf. EG 34-39), para alcançar toda Igreja (cf. 46-49).

Como se dará as missões:

Toda a Arquidiocese está sendo convocada a viver o Ano da Esperança sentindo o apelo missionário, conscientizando-nos de que a Missão vai muito além de um Ano Pastoral. Mas, é uma atitude permanente batismal.

Para tal, toda Igreja, através de suas diversas Comunidades no Rio de Janeiro (Paróquias, Clero, Seminários, Comunidades de Vida e Aliança, Religiosos e Religiosas, Universidades, Escolas…) deverá renovar a iniciativa de ir ao encontro dos desafios e situações que clamam pelo anúncio da Esperança, que é Cristo.

Em cada comunidade o “Discernimento Evangélico” nos fará enxergar onde devemos ir – ao encontro de quem devemos sair. As Paróquias e outros lugares pastorais orientados pelo senso pastoral de seus responsáveis deverão escolher os lugares desta presença missionária.              Tendo discernido aonde ir e a quem ir: – Em nossa visitação reforçaremos os laços da fraternidade e do acolhimento convidando e propondo os visitados a participarem de três (pequenos) encontros celebrativos, orientados pelos temas:

1- Queremos ver Jesus, nossa Esperança – Símbolo: A Luz.

2- Dá-me de beber – Símbolo: A Água.

3- Amou-nos até o fim – Símbolo: A Cruz.

Estes encontros servirão para fazer crescer os laços afetivos, criar espaço orante e de cuidado pastoral. Queremos com os irmãos que nos acolherem proclamar Jesus Cristo como nossa Esperança de Vida e Salvação. O testemunho da esperança se concretizará pelo acolhimento nas relações e pelo esforço de criar vínculos de fraternidade e de serviço.

Depois, haverá um encontro celebrativo, de acolhimento e de confraternização na Paróquia. Os missionários convidarão as famílias visitadas para este Encontro Paroquial. Está também prevista uma grande festa no dia de Cristo Rei, onde será lançada a Novena de Natal: – O Menino Deus é nossa Esperança! E na Catedral, onde todos serão convidados a participar.

 

Que a Virgem Maria, Virgem da Prontidão e Mãe do Evangelho vivente interceda por nós, para que sintamos a urgência da hora presente. E como ela mesma, “apressadamente”, coloquemo-nos disponíveis ao serviço do Evangelho. E que São Sebastião, nosso Padroeiro nos proteja para que em qualquer realidade de nossa Cidade, sejamos testemunhas da Esperança.

Coordenação de Pastoral e COMIDI- Arqrio.

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM