Mães que Oram pelos Filhos

Sempre no mês das mães, buscamos falar da diversidade de estilos maternos. Mães que trabalham, mães que estudam, mães dedicadas exclusivamente ao lar e família, mães-avós e por ai vai. Esse ano, fomos ao encontro de um grupo que tem uma riqueza no seu significado e intenção.  O grupo Mães que Oram pelos Filhos, fundado na Paróquia Nossa Senhora de Loreto em Dezembro de 2015, que apesar de recente, é liderado por quatro pessoas não tão recentes assim, no Loreto. Paroquianas há bastante tempo, Ana Maria Telles, Cristiana Baía, Simone Lage e Carolina Saraiva, coordenam o grupo em nossa Paróquia.

 

Dedicamos a entrevista a todas as mães, que entregam seus filhos nas mãos de Nossa Senhora, nos perguntando: Qual mãe não ora pelos filhos?  E, por que orar em grupo? Vamos descobrir:

 

Como foi a formação do grupo?

É um movimento mariano que surgiu a partir de um grupo de mães e amigas, em Vitória (ES), que se reuniam sempre. Uma delas foi tocada sentindo que algo estava faltando, mas não sabia o que. Então, conversaram com Ângela Abdo sobre a ideia de darem um sentido mais direto ao grupo, que já se reunia para orar e partilhar a Palavra.

Assim nasceu o grupo Mães que Oram pelos Filhos. E o poder do Espírito Santo estava nele. O grupo estava crescendo muito, então, Padre Anderson Gomes as chamou para passarem a se reunir na Igreja.  Na igreja, o grupo cada dia estava maior, então, Pe. Anderson, que é pároco da paróquia N. S. do Perpétuo Socorro, na Praia da Costa, em Vitória, tratou de registrá-lo na diocese.

Hoje, não somos mais um grupo. Devido à proporção tomada e aos diversos grupos criados em todo o Brasil, passamos a Movimento. No congresso que tivemos em abril, na Canção Nova, soubemos que o movimento está indo para os EUA e Paraguai, além de outros países.

 

Como vocês tiveram a ideia de formar o grupo na nossa Paróquia?

A ideia inicial de começar esse grupo no Loreto foi da Ana, entretanto as histórias se cruzam. A Simone estava assistindo ao programa que a Ângela Abdo tem na Canção Nova e comentou com a mãe que poderiam montar esse grupo para rezar pelos filhos. Falou com a Cristina, mas não tinham ainda uma base. “Começamos a fazer essa atividade de rezar pelos filhos no círculo do ECC, mas na verdade a ideia não era essa e sim, montar o grupo voltado para as mães”.

Um ano depois, a Ana começou a sentir um chamado tão forte, uma vontade de que fosse levada adiante a ideia do grupo. Seu filho foi quem a impulsionou a colocar a ideia em prática.

– Com o incentivo dele, disse Ana, fui ao facebook, postei no grupo das mães e esperei a resposta. Foram dias de espera agoniante, dormia pensando nisso. Então, fui procurar no Rio de Janeiro onde tinha uma paróquia com esse grupo. Encontrei em Bangu, na Paróquia São Judas Tadeu e liguei e me informei. Eles passaram o telefone da coordenadora, Carla, e ela foi me direcionando. Foi um anjo, muito atenta! Eu orava muito, pedindo a Deus que me colocasse no caminho certo para servir a Ele e conseguir montar o grupo. Nesse meio do caminho, meu filho, Vitor, comentou que havia duas tias de círculo do EAC, Simone e Cristina, que poderiam e queriam participar. Inclusive falou que a Simone tinha uma fé muito grande em Nossa Senhora e tinha também uma história muito emocionante com ela (contada abaixo). Com isso o grupo foi criando força quando as chamei para coordenar comigo.

A Carolina também foi uma mãe que sempre esteve disposta a participar do grupo.

Conseguimos montar um grupo onde nenhuma sobressai à outra. E temos levado o grupo com Deus nos guiando. Todas nós fomos tocadas de alguma forma e vimos que realmente era isso que Deus queria. O amor de mãe é uma coisa única, é sublime, e Ele nos convocou.

Fui falar com o Padre Sebastião e ele recebeu a ideia do grupo da melhor maneira, nos cedendo o horário das quartas-feiras e inauguramos, então, o grupo no dia 9 de dezembro com uma novena.

Importante lembrar que o nome do nosso grupo é Nossa Senhora de Loreto e Santa Mônica. Cada grupo tem um nome de um santo, pois somos cadastrados, concluiu.

 

Quantas pessoas fazem parte do grupo na Paróquia?

Além de nós quatro, temos umas 40 pessoas mais ou menos que costumam frequentar, mas isso varia. Como somos um grupo aberto, quem quiser pode chegar e por isso não temos um número exato.

O que uma pessoa que está interessada em aderir ao grupo deve fazer?

Todas as quartas-feiras, após a missa das 19h30min, nos encontramos no Santuário e lá fazemos louvores, noites de oração, palestras, procurando revezar, porém pelo menos uma quarta ao mês temos a Adoração.

Quem quiser – sendo mãe (de sangue, adotiva…), tia, avó e até pais – estão convidados a participar, pois é um grupo que apesar de não serem todas mães, tem um amor de mãe, um amor que cuida e protege, intercede e consola. Os pais que vão normalmente vão acompanhando as esposas e também acabam participando das atividades.

É um grupo aberto, não precisa fazer parte de nenhum movimento antes ou ter algum sacramento específico. Também não é um grupo voltado apenas para quem está sofrendo ou se o filho está passando por alguma provação. Somos um grupo que também (principalmente) agradecemos as bênçãos.

Somos mães na dor e na alegria. É um momento também de olhar com carinho pelo filho daquela que está precisando, se seu filho não está, outro pode estar precisando, e assim nós também rezamos pelos filhos das mães do mundo inteiro. Aqueles que tem mães que oram e que não oram por eles e principalmente por aqueles que não as tem.

Nossos filhos estão “na estrada”, e muitas vezes não sabemos onde estão ou o que estão fazendo naquele momento, pois não podemos estar todos os momentos com eles. Então, essa é uma forma de cuidar e pedir a proteção deles também em todos os momentos na vida.

Também temos uma página no facebook e através dela as pessoas que tiverem dúvidas ou interesse em participar podem acessar, além de ver as fotos de atividades que participamos. Outra forma que temos de nos comunicar e interceder pelos nossos filhos é pelo whatsapp, que por lá, pedimos orações umas as outras, e também oramos e auxiliamos umas as outras.

 

Vocês tem algum diretor espiritual?

O grupo Mães que Oram pelos Filhos do Rio de Janeiro tem como diretor o Padre Jorge da Paróquia São Judas Tadeu, de Bangu. Devido ao crescimento do grupo, a Ângela Abdo achou melhor que dividissem por estados, entretanto o diretor espiritual do Brasil é o Padre Anderson Gomes.

 

 

Vocês fazem formações com o grupo ou atividades parecidas?

Sim. Inclusive em outubro iremos para Vitória para um congresso. Somos cada um de um estado, mas dessa forma e contatos via internet, permanecemos sempre juntas e sendo orientadas também.

Caso alguma mãe ainda esteja em dúvida, apareça lá numa quarta-feira e venha participar de uma reunião conosco. Além disso, a Ângela Abdo tem um programa na Rádio América (ES) – 91 FM – às 9 horas da manhã e 21 horas que pode esclarecer e plantar a sementinha no seu coração assim como plantou nos nossos. Afinal, como diz nosso lema, “Mães de joelho, filhos de pé”.

 

Página do Facebook “Mães que Oram pelos Filhos”

Facebook.com/maesqueorampelosfilhosloreto

 

A Mãe que Sempre Protege Seus Filhos

Um dia, quando Simone Lage precisava sair para ir ao mercado e esperava a pessoa que a ajuda em casa, se deparou com um dilema: precisava deixar a porta de casa destrancada e suas filhas estavam dormindo em casa. Nesse momento, mesmo aflita e com o coração na mão – e sua profunda fé em Nossa Senhora – chegou perto da imagem de Nossa Senhora Aparecida que deixa no móvel da sala e pediu que Ela afastasse qualquer pessoa que não fosse de Deus ou que não tivesse boa intenção e que Ela como mãe, cuidasse de suas filhas também, que estavam dormindo.

Após isso, saiu e diferente do costume, fez as compras rapidamente chegando a casa antes mesmo que sua ajudante pudesse chegar. Entretanto, estranhou quando viu sua filha mais nova acordada com uma cara preocupada e assustada. Ao questionar o que havia acontecido, a filha respondeu confusa, que não sabia se tinha sonhado, mas que uma coisa tinha acontecido. Explicando à Simone, a filha disse que quando abriu os olhos, sonolenta ainda, olhou para o corredor e avistou uma mulher, com os braços postos em oração e descalça, em tamanho natural, andando de um lado para o outro do corredor, como se estivesse orando. Na mesma hora, a filha reconheceu: Era Nossa Senhora. E nisso, olhando para o móvel da sala, não avistou mais a imagem no lugar e sim a Santa Mãe de Deus caminhando pelo corredor de sua casa.
Ao ouvir o relato da filha, emocionada, Tia Simone questionou qual era o título de Nossa Senhora que a filha viu, e não foi surpresa, a mesma que ela havia recorrido e as duas reconheceram com a certeza: Nossa Senhora havia visitado sua casa nessa manhã e conforme seu pedido esteve vigiando a filha o tempo todo.

 

 

Grupos de Mães – Rio de Janeiro

·        ARARUAMA
Paróquia: Sagrada Nossa Senhora da Defesa – Reuniões: 2ª feira – 19:30h
Endereço : Rod. Amaral Peixoto , Km 90, Bananeiras. / Telefone: (022) 2665-7047

·        CACHAMBI
Paróquia Jesus Divino Mestre – Reuniões: 2ª feira – 19h
Endereço : Rua Velinda Maurício da Fonseca. / Telefone: (021) 3278-3246

·        BANGU
Paróquia São Judas Tadeu – Reuniões todas segundas e quartas 3ª feira do mês– 19h
Endereço : Av. Eng. Pires rebelo, 1825 / Telefone: (021) 98252-3474

·        JACAREPAGUÁ
Santuário Nossa Senhora do Loreto– Reuniões:  4ª feira – 20h
Endereço : Ladeira da freguesia, 375 – freguesia-Jacarepaguá / Telefone: (021) 3331-4268

Paróquia Nossa Senhora de Fátima e Santo Antônio de Lisboa– Reuniões:  Quinta-feira (na 1ª e 3ª quinta-feira do mês após a missa das 19:00h)
Endereço : Rua Bacairis, 390 – taquara-Jacarepaguá  / Telefone: (021) 2423 5414 – 2423 4071 – 97382 5592

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM