Loreto em Ação – Junho 2019

 

Escola Paroquial: Projeto de Alfabetização de Adultos

 

Nesta matéria falaremos sobre o projeto de alfabetização de adultos na Escola Municipal Paroquial Nossa Senhora do Loreto. Entrevistamos nossa querida paroquiana, Tânia Regina Capistrano do Nascimento – a Taninha – que além de seu trabalho na escola, também participa da Liturgia, Fé e Dons e Toca do Assis.Pedimos a ela que procurasse a Sra. Aurora para responder a primeira pergunta, já que foi coordenadora e que muito contribuiu para trazer o projeto para a escola.

 

1)      Conte-nos como se deu a ideia para a criação da Escola Paroquial de jovens e adultos e o caminho até a sua fundação?

O curso de alfabetização de jovens e adultos foi fundado pelo Pe. Vitor, que foi o Pároco na época, a partir da CF de 1998 – “Erradicação do Analfabetismo no Brasil”. Inicialmente foi cedida uma sala na escola com a participação de professores voluntários, funcionando de segunda a quinta-feira das 19:00h às 20:30h. Mais tarde, apedido dos alunos, o horário foi estendido até 21:00h.

Naquela época ocurso tinha alunos de 20 a 80 anos. Numa determinada época, a irmã Elci sugeriu o ingresso de alguns assistidos da casa de Betânia. Essa foi uma excelente experiência para todos, sendo que nossos alunos que conseguiam a ler e escrever e que queriam continuar seus aprendizados, eram encaminhados para a escola regular. Nesta época alguns voltaram para nos contar o progresso alcançado, o que nos fez ter certeza que estávamos no caminho certo, tamanha nossa dedicação para com eles.

Porém, quando o município do Rio de Janeiro abriu suas escolas para o curso EJA, tivemos uma evasão já que a prefeitura além de oferecer o vale transporte, oferecia refeição aos alunos. Tivemos que perseverar e tudo no tempo de Deus.

 

2)     Qual o objetivo do projeto?

É o de adequar e inserir da melhor forma possível o ser humano na sociedade, dando maior autonomia em suas atividades no dia-a-dia, lendo e fazendo contas, por exemplo. A autoestima do aluno também nos preocupa, pois passamos segurança e os estimulamos a cada conquista. Isto não tem preço, porque para nós, voluntários, é uma benção participar desse projeto.

 

3)     Daquela época há algum fato relevante que queira destacar?

 

Sim, a alegria dos alunos mediante suas conquistas.

Tivemos um aluno chamado Josenildo que não sabia ler e escrever. Começamos um trabalho muito delicado com ele, já que trabalhava numa empresa como auxiliar de serviços gerais e onde precisava comprar algumas miudezas a pedido de sua supervisora. Ela escrevia tudo que precisava e passava para ele, sendo que, quando chegava ao local para as compras, ele entregava o papel dizendo com muita vergonha (a pessoa que pedia para que lesse a lista) que não sabia ler. Passados anos esse aluno, já totalmente alfabetizado, e encaminhado a escola regular dizia com orgulho: “Hoje eu mesmo faço a minha relação de compras”.

 

4)     Atualmente qual são os projetos e voluntários envolvidos?

Estamos focados sempre na expansão, no avanço dos objetivos e na melhoria sempre de nossas condições. Hoje temos uma coordenadora pedagógica – Elizabeth (Beth), o atual coordenador, Ricardo,e contamos com voluntários tanto novos quanto antigos. Não podemos deixar de citar pessoas importantíssimas que sustentaram com sua experiência e dedicação a nossa “Escolinha”: Gílson (in memoriam), César, Rosane, Cleusa, Eliane, Aurora, Elazir, Hilda, Cláudia, Paulinha, Celly, Luciane, Denise, Beatriz e tantas outras que se dedicaram de coração e que tiveram que se ausentar por problemas particulares.

Hoje a Escola Paroquial conta com o seguinte voluntariado:

  • Segunda-feira: Turma A com Celinha e as estagiárias Silvia, Camile e Vitória. Turma B com Ricardo e Tânia;
  • Terça-feira: Turma A com Nadja e Turma B com João Francisco, Vânia e esposo;
  • Quarta-feira: Turma A com Beth e Regina e Turma B com Terezinha e Magda;
  • Quinta-feira: Turma A com Ida e Turma B com Zélia e Vânia.

 

Hoje a coordenação e voluntários doam R$10/mês para compra do café e biscoito, além da doação de outros materiais como descartáveis. Oferecemos todos os dias um lanche para os alunos com café e biscoitos e, em algumas vezes, bolo, suco e sanduíches. Também comemoramos todas as datas que consideramos importantes como Páscoa, Festa Junina, festa do Folclore, Natal e outras. Participamos das diversas atividades da nossa Paróquia como a confecção do tapete de sal, com a participação dos alunos. Tudo isso com muita ajuda e alegria de toda a equipe de voluntários!

 

5)     O que hoje mais precisam e no que a comunidade Loretana pode ajudar?

Sem dúvida nenhuma é a divulgação do projeto. Que nossa comunidade se conscientize e se engaje na Escola, para que este projeto tão abençoado não se acabe. Temos hoje uma média total de 12 alunos divididos nos 2 turnos, porém temos dias de baixa frequência. A maioria trabalha em casa de família, serviços gerais e outros, chegando muito cansados e, por esse motivo, ausentando-se das aulas. Um projeto como este, criado pela Professora Daise e sustentado por muitos, não pode acabar.

 

6)     Gostaria de dizer mais alguma coisa?

Sim. O nosso apelo é para que o leitor amigo deste importante instrumento de comunicação da Paróquia divulgue o nosso trabalho pois sabemos que, apesar dos avisos paroquiais, muitas pessoas de nossa comunidade desconhecem esta importante obra social.

Incentive o seu vizinho, seu parente ou o seu amigo a estudar.O saber não ocupa espaço.O saber não tem idade.

Saber ler um livro, fazer contas, não se enrolar quando vai as compras, poder estudar e ajudar filhos e netos nas tarefas escolares é mais simples do que lhe parece.Basta coragem, determinação e força de vontade. A pessoa não deve se culpar pelo fato de não ter tido a oportunidade de aprender, basta agir e de tomar uma atitude positiva.

Hoje temos exemplos de pessoas com idade que foram à luta e estão formados. Advogados, professores, engenheiros e tantas outras belas profissões. Faça a diferença!

Finalmente, se seu coração foi tocado por esta obra e se interessou em participar, procure o Ricardo (Coordenador Geral) e a Tânia (Coordenadora de Finanças) nas segundas e a Beth (Coordenadora Pedagógica) nas terças-feiras,no período noturno.

Estamos sempre de braços abertos esperando por novos alunos e voluntários.

 

Entrevista: Paulo Renato

Pascom, Movimentos ECC e Fé e Dons

 

 

O novo Auditório do CEPAR
 

No dia 30/05, foi inaugurado o auditório do CEPAR. 

Completamente remodelado, ele recebeu um sistema de som, ar condicionado e espaço para 350 pessoas, confortavelmente instaladas. 

O espaço será utilizado para as atividades da paróquia, podendo ser alugado para atividades externas. 

Na oportunidade foi celebrada missa pelo Bispo Auxiliar Dom Roque, concelebrada pelo Vigário Episcopal, Pe. Robert,pelo Provincial dos Barnabitas, Pe.Paulo, por nosso Pároco Pe.Sebastião, pelos sacerdotes, Pe. Sivonaldo, Pe.Miguel, Pe. Manuel, Pe. Miguelito, Pe. Marco Aurélio, e pelo pároco da Paróquia N.Sra. da Saúde, Pe. Daniel, e o Diácono Marcio. 

No início da celebração Dom Roque aspergiu todo o auditório e os presentes. 

Tivemos ainda a participação do Coral N.Sa. de Loreto. 

Em suas colocações no final da celebração o Pe. Sebastião lembrou que o CEPAR foi construído no período de 1998/1999 e inaugurado no ano de 2000, quando o Pe. Vitor era o pároco. Só o Auditório ficou de fora do “habite-se” porque não estava concluído. A Paróquia decidiu fazer agora o que era possível para atender às exigências dos bombeiros para começar a usar. O sistema do ar condicionado, o rebaixamento do teto, a iluminação do salão e do palco, as cortinas anti-fogo, as portas antipânico, a sonorização e extintores foram providenciados para pagamento parcelado, conforme as possibilidades de caixa. 

Lembrou ainda que o período 2020/2021, será de grandes celebrações jubilares no Loreto, pois comemoraremos os 50 anos do título de Santuário, os 100 anos dos Barnabitas em Jacarepaguá e os 360 anos da nossa paróquia. 

Não podemos esquecer que serão também comemorados os 50 anos de ordenação sacerdotal do Pe. Sebastião e do Pe. Luiz Antônio. 

Ao final da Missa foi descerrada placa comemorativa da inauguração.  

 

Colaborou: João Adauto Ramos

Pascom Loreto

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM