Loreto em Ação – Jun2018

 

Corpus Christi

                Na edição passada, cujo tema da nossa capa foi Corpus Christi, dissemos que a PARTILHA do pão nos faz reconhecer Jesus entre nós. Dissemos também que amar concretamente é partilhar. É viver em comunidade, se preocupando com o próximo, sendo canal de vida para os menos favorecidos na sociedade, quando a nossa boca deve anunciar o bem comum e o trilhar do nosso caminho deve ser com a certeza de que o Cristo está entre nós.

                Partilha aqui entendida como amor, é exatamente o que define a celebração de Corpus Christi. A devoção e amor ao Santíssimo Sacramento faz com que as comunidades, pelo mundo a fora, se reúnam desde as vésperas para preparar uma linda festa, minuciosamente pensada em detalhes para que tudo saia perfeito. Não é algo que se possa fazer sozinho, por uma ou duas pessoas, é bela, justamente, porque é preparada pela comunidade.

Assim, mais um ano, nossa comunidade se reuniu na noite fria do dia 30/5 para preparar os tapetes por onde o Senhor iria passar na manhã seguinte, vindo acompanhado em procissão, desde a capela Santo Antonio.

A confecção dos tapetes, e não só o resultado, é uma experiência que todas as pessoas deviam fazer. É muito gratificante.

Parabéns a nossa comunidade loretana por mais essa demonstração de fé e amor.

 

Fé e Dons – 20 anos!

                No dia 23 de Maio o Fé e Dons comemorou 20 anos de existência em nossa paróquia, com uma Missa celebrada pelo nosso Pároco, Pe. Sebastião, seguida de bolo e muita alegria, característica do Movimento.

                O primeiro Encontro Fé e Dons aconteceu nos dias 22, 23 e 24 de maio de 1998. Idealizado por uma jovem, recém-saída do EJC, que percebeu a necessidade de um encontro que acolhesse pessoas afastadas da Igreja e dos sacramentos, sedentas por informação e que desejavam participar mais ativamente da vida da igreja, mas não sabiam como. Essa jovem, Cristiane Lopes, recentemente voltou a participar das atividades do Movimento e costuma dizer que nunca imaginou que aquela sementinha, ia se transformar em uma árvore e dá tantos frutos. Ela conta que a comunidade estava tão sedenta de algo novo que já no primeiro encontro foram 100 inscritos, com 78 encontristas e apenas 26 pessoas trabalhando. O encontro aconteceu na casa dos padres, lá tinha um salão onde os seminaristas tinham aula, usaram também as salas da catequese, o salão Zaccaria e o Loretão. Destaque para a presença do nosso querido padre Sebastião, que mesmo fora da paróquia naquele momento, fez questão de abrir o encontro para ver com seus próprios olhos tudo aquilo que lhe foi apresentado ainda como um sonho, lá em 1996, pela Cristiane, Elísio e um grupo de jovens que com eles, gestaram o encontro. O 2º Encontro já tinha data marcada, dias 31 de julho, 1 e 2 de agosto do mesmo ano e a partir daí passou a fazer parte do calendário da paróquia.

                Com o tempo, por sua característica acolhedora e alegre, o Movimento passou também a receber pessoas em todas as situações de exclusão: com depressão, dependência química, problemas de relacionamento familiar, perda de entes queridos, enfim, pessoas que chegam desacreditadas de si próprias e encontram um novo sentido para suas vidas… Hoje, o perfil do Movimento é “sem perfil”, pois além dos que “não se encaixam” em outros movimentos, tem famílias inteiras, casais e seus filhos trabalhando, avô e neto, pessoas de todas as idades, cores e classe social, tudo junto e misturado, compondo a grande família dos agarradinhos.

                A coordenação geral é sempre renovada e nesses 20 anos, contando com a Cristiane e Elísio, foram 9 duplas de gerais  (19 coordenadores): Geraldo e Gilberto; George e Lucílio; Rose e Marisa, que foi substituída pela Silvânia Cunha;  Ana Clébia e Jesuína; Carla e Isaura; Ana Paula e Leila; Dennys e Marcio e, atualmente, Carol Saraiva e Patrícia. Todos merecem os mais sinceros agradecimentos, assim como nossos queridos barnabitas, que acolheram o movimento e deixou que ele tomasse forma, a sua própria identidade, sem interferências naquilo que é pura demonstração do fogo do Espírito Santo.

                Hoje, com 20 anos, o Fé e Dons cresceu e multiplicou-se. Aqueles 78 encontristas do 1º encontro multiplicaram-se e hoje são milhares e em três paróquias. A paróquia de São Marcos, no Recreio realizará em julho o 3º encontro e a Santa Luzia, na Gardênia, em agosto fará o 2º encontro.

                Junto com o Papa Francisco, o Fé e Dons vem dizer que quer ser testemunha da alegria do Evangelho e levar a todos, sem exceção, a ternura e a carícia de Deus, nosso Pai, especialmente aos seus filhos mais necessitados, a todos que, por uma razão ou outra, não foram abraçados por uma pastoral ou movimento!

Parabéns Fé e Dons!

 

Vacinação contra  a gripe

                Segundo estudos, a vacinação contra a gripe pode reduzir de 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% da mortalidade global e em aproximadamente 50% as doenças relacionadas à influenza.

                No entanto, nem todos podem se vacinar na rede pública. Os grupos prioritários para a vacinação são:

– pessoas a partir de 60 anos

– crianças de seis meses a menores de cinco anos

– trabalhadores de saúde

– professores das redes pública e privada

– povos indígenas

– gestantes

– mulheres até 45 dias após o parto. Elas terão que apresentar comprovação da condição clínica (certidão de nascimento da criança, declaração de nascido vivo ou carteira de vacinação do bebê)

– presos ou jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas

– os funcionários do sistema prisional

– portadores de doenças crônicas não transmissíveis, como asma, diabetes, cardiopatias (hipertensão arterial leve não se enquadra nesse caso), insuficiência renal ou enfizema. Outras condições clínicas especiais também devem se vacinar, como pacientes com HIV ou doenças autoimunes. Esse público deve apresentar prescrição médica no ato da vacinação.

– pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receberem a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

                 Para quem faz parte dos grupos alvo, é preciso atualização da dose anualmente, em virtude das mudanças de cepas dos vírus influenza.

                Como muitas pessos desses grupos deixam de se vacinar, por não ter tempo de ir ao posto, algumas paróquias abriram seu espaço para oferecer a vacina. Foi o que aconteceu em nossa comunidade no último dia 20 de maio, quando  tivemos durante toda a parte da manhã, a realização da vacinação contra a gripe. O evento foi fruto de uma parceria entre a paróquia e a coordenadoria da saúde, da área programática de nossa região.

Adriana Nunes, paroquiana, que trabalha na coordenadoria geral de atenção primária de saúde, informou que no total foram aplicadas 455 doses em nossa comunidade. Um excelente número, segundo ela.

                Agracedemos a Adriana, ao coordenador Leonardo de Oliveira e a toda a equipe por essa ação em nossa comunidade.

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM