Loretanto – Ago2017

 

Soberba

               Certas coisas só acontecem comigo, o inusitado faz parte do meu viver, afinal eu mereço, estou sempre em evidência. Mas nem sempre a coisa é do jeito que a gente pensa que é. Estava eu loretando pelos corredores da paróquia quando uma senhora me abordou: – você não é aquele rapaz que escreve pro jornal, trabalha nas festas, nas missas, enfim, faz de tudo aqui dentro? Orgulhoso, estufei o peito, sorri com a boca meio de lado, com o nariz empinado e respondi que sim. – preciso muito conversar com você, tem um minuto? E sem esperar resposta, emendou. Tenho acompanhado seu trabalho por aqui, acho muito legal, voluntarioso, mas tem umas coisinhas que estão erradas.

               Meu sorriso já não era o mesmo, e ela continuou: – você quando está trabalhando pra Jesus, é assim que vocês falam, né?  “pra Jesus”, parece que está carregando um fardo maior que seu peso, sua cara fechada, seus movimentos militares, sua… como direi… agressividade, essa é a palavra, agressividade, é transparente e isso não condiz com o trabalho que você está fazendo, afinal trabalhar pra Jesus é sinônimo de alegria, não concorda? Outro dia vi você trabalhando na missa, eu digo trabalhando porque vejo que você encara como trabalho, e mais parecia um cão de guarda, olhava a tudo e a todos como quem comanda um exército. – Mas minha senhora… interrompi, é que as coisas precisam sair bem certinhas e… – eu ainda não terminei, disse ela. Fiquei mudo. “Quem ela pensa que é para falar comigo assim?”- Quer prestar atenção ao que eu estou falando, como que adivinhando meus pensamentos, naquele dia, continuou ela, vi uma coisa horrível: o som deu um problema daqueles comuns e você olhou para trás como que metralhando a todos, o problema se repetiu e você não resistiu e se levantou e foi até a banda. Pela cara parecia que ia quebrar tudo, temi pelo pior, andou de um lado para o outro mexendo nos fios, enfim, deu um show, tirou a atenção de todos da missa para você. No fundo deu pra sentir que isso lhe dava prazer, ser “o bom” na frente de tantas pessoas. Mas o trabalho não é “pra Jesus”? Olha, me desculpa te dizer isso assim, na cara, mas alguém precisava lhe contar a verdade; isso não agrada a ninguém e muito menos a Jesus. O que é pior é que depois dessas caras e bocas você vai ao microfone e dispara palavras de amor que não convencem, é notório que suas palavras não se encaixam nos seus atos e pensamentos. Numa outra missa uma pessoa se levantou para dar um aviso comunitário com a autorização do padre e você se colocou bem na sua frente como que impedindo sua passagem, pensei que fosse pular no pescoço da pessoa, e você só o deixou passar porque o padre não se manifestou contra.
-Ora minha senhora, a minha função ali é essa, não deixar que nada aconteça de errado. – E o que é o certo pra você? É aquilo que você transforma em certo, é aquilo que você quer que seja o certo. Não consigo ver nesses atos as tais coisas do “é pra Jesus”, Ele não nos quer dessa forma, é preciso reciclar muitas coisas, pois à medida que convivemos com o poder, começamos a achar que nós somos o poder, achamos que a nossa verdade é a melhor verdade. Você quando expõe suas opiniões sobre determinados assuntos, é de uma radicalidade absurda e em tudo tem que encaixar o nome do demônio no meio; quem pula carnaval é do mal, quem faz festa assim é do mal, quem se veste assim é do mal, tudo é do mal. Não compreendes que o mal não está lá e sim aqui? O mal é a total ausência de Deus, o mal só está no coração daquele que está longe do Pai Eterno e Todo Poderoso. É como uma lenha que se queima, ao afastá-la da fogueira, ela vai esfriado até se apagar e dá espaço para coisas ruins. Quem está nos braços quentes de Jesus jamais será tentado e o mal jamais se aproximará. Pense bem, é essa a melhor postura de um cristão católico?
Sorria mais meu filho, você é até bonitinho, mas sua beleza fica escondida por trás dessa máscara pesada que você põe para trabalhar “pra Jesus”. Você é um filho amado de Deus e está fazendo o melhor, tenho certeza, mas o faça com mais calma e paciência. Fique tranqüilo, quem tinha que ver seu desempenho já o viu e sabe do seu potencial.
Eu não sabia o que falar, nem como reagir. E ela continuou a falar. – não fique triste com o que te digo, estou sendo até um pouco cruel com você, mas precisava lhe dizer o que penso e a minha idade me credencia a falar o que falei. As pessoas gostam muito do seu trabalho, você é muito importante para a paróquia, mas precisa não se perder na soberba, não pensar que o mundo só tem coisas ruins. Te quero muito bem, não o conhecia pessoalmente, mas sabia de sua boa índole e de seu grande amor por Deus. Continue orando, mas o faça com mais amor, não diga o que os outros querem ouvir, mas sim o que seu coração quer dizer.

               Terminou de falar, apertou minha mão, beijou-me como quem beija um filho e sumiu pelo corredor, enquanto eu fiquei ali parado, meio atordoado, tentando entender o que se passou.

Meu primeiro pensamento foi: “Essa mulher é maluca, como ousa dizer-me essas coisas… eu sou mais eu… tenho décadas aqui dentro”. Mas olhando para o interior da igreja vi um raio de sol iluminando o crucifixo do altar central. Fiquei observando seu brilho. As feições do Cristo provocavam um reflexo que se projetava na parede em frente. Era daquela forma que Cristo recebia a todos, de braços abertos. Sua expressão era de dor e sofrimento, mas nunca de raiva e rancor. Motivos Ele tinha para isso, mas morreu mostrando seu grande amor até por quem o matou. Reparei que mesmo o sol batendo em mim também, eu nada refletia. Faltava-me o brilho que a soberba ofuscava. E foi assim que entendi o que aquela senhora queria dizer. Não posso querer brilhar mais que o dono da casa. Não posso querer ser mais importante que o evento. A casa é Dele e tenho que me colocar humildemente no último lugar e esperar que Ele me reconheça e me chame para sentar ao seu lado.

P.S. Todo sorriso voluntarioso é uma luz que se acende numa sala escura.

P.S. do P.S. Você tem esse sorriso, você tem essa luz, então, ilumine ao seu redor.

 

Paulo Sobrinho e Solange 

loretando@oi.com.br

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM