Loretando – nov2017

 

Diversidade

 

Bem amigos do Loreto, o assunto hoje é um pouco chato, mas acho necessário falar sobre ele. Recebi uma enxurrada de mensagens nas redes sociais da internet, pedindo para não assistir a uma determinada emissora de TV, não assistir a novela X e não ver o programa Y. Do jeito que o vídeo explicava porque deveria ter esse boicote, a pessoa  conhecia todos os detalhes da tal novela, sinal de quem acompanhava capítulo a capítulo, do tipo: faça o que eu digo mas não faça o que eu faço… Não é dessa forma que vamos evoluir, o tal boicote não deve nem ter esse nome, o correto é você ter suas próprias escolhas; se aquilo te incomoda, não assista, mas não espere por uma campanha na internet ou coisa assim. Mas afinal o que se discute tanto? A tal ideologia de gêneros? Dessa não vou falar porque desconheço o assunto, mas vou falar de nossa evolução como gente na sociedade. Quando éramos crianças, chamávamos aquela pessoa diferente de “mongolóide”, nem sabíamos o que era isso, mas era assim o costume.

 

O mundo moderno nos obriga a conviver bem com as diversidades, antigamente essas pessoas se escondiam ou as famílias as escondiam, hoje elas têm direitos adquiridos na constituição e quem não gostar disso, coma menos.

 

Hoje, com mais conhecimentos, a denominação correta é; “portador da síndrome de Down”, o ceguinho é: deficiente visual, o aleijadinho: deficiente físico ou cadeirante, e por aí vai. Aquele amigo mais afetado é homossexual e não respeitar isso é homofobia. O fato de ter nascido assim ou assado, não lhe tira o direito de ser respeitado por sua escolha e nada implica que ele tenha que ter um atestado médico para isso. Fala-se tanto sobre esse assunto agora porque apareceram diversos personagens em novelas, filmes e peças teatrais, mas eles existem desde que o mundo é mundo e não há a menor possibilidade de fazê-los sumir, desaparecer. São pessoas normais, profissionais competentes, cidadãos cumpridores de seus deveres e não estão pedindo favor algum para existirem, até por que, ninguém depende da minha opinião ou de outra pessoa para nada. “cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é…” Esse mi mi mi criado só serviu para que mais famílias conversassem sobre o assunto, pois em todos os lugares da sociedade encontraremos pessoas portadoras de síndrome de down, deficientes físicos e visuais e pessoas com a opção sexual diferente da sua, na verdade a sua opção é conviver ou não com eles, mais isso não te dá o direito de obstruir-lhes a passagem, seja física, pessoal, intelectual ou profissional. O mundo moderno nos obriga a conviver bem com as diversidades, antigamente essas pessoas se escondiam ou as famílias as escondiam, hoje elas têm direitos adquiridos na constituição e quem não gostar disso, coma menos. Da mesma forma é o convívio com a religiosidade de cada um. Antigamente eram os católicos, os crentes, os protestantes e os macumbeiros. Hoje cada um tem a sua denominação oficial registrada e carimbada e ninguém tem o direito de interferir. Se não seguem a mesma crença, seguem o mesmo Deus. Alguns tentam impor a sua religião, a sua seita, o seu caminho para Deus, na verdade o deus dele. A globalização nos impõem regras claras para uma convivência sadia e uma delas é de que Deus deu uma vida para cada um cuidar da sua. Nas regras de como se viver bem, onde já existem o bom dia, boa tarde, boa noite, obrigado e desculpas, inclui-se o respeito, na verdade, sem o devido respeito as regras citadas não fazem o menor sentido. Então, voltando ao início, onde pessoas fazem campanha contra esse ou aquele programa, eu cito o tão falado livre arbítrio que Jesus pregou aqui na terra. É você quem tem que saber o que é bom ou ruim para você e decidir se vai ou se fica, pois nem sempre aquilo que me influencia te influencia também. Quando a sociedade se permite a essas indicações de direção cai no terrível erro de se julgar donos da verdade e é por isso que em várias partes do mundo existem guerras religiosas, onde muitos se matam para dizer que o seu deus é o melhor de todos, justamente o inverso do que disse Jesus. Não podemos dividir o mundo em cores, formas e gêneros, temos que amar uns aos outros como Jesus nos amou, foi isso que ele pediu. Fiquem bem com suas decisões, convivam bem com as diversidades, elas existem desde que o mundo é mundo e será assim para todo sempre.

P.S. Pense que seu comentário sobre alguma diferença pode estar magoando profundamente alguém muito próximo.

P.S. do P.S. Abre bem as portas do teu coração e deixa a luz do sol entrar…

Paulo Sobrinho e Solange

loretando@oi.com.br

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM