Festa da Padroeira

Como o dia 10 de dezembro caiu numa quarta feira, a festa da Padroeira foi comemorada em nossa paróquia nos dias 06 e 07, com muita alegria e participação das pastorais, movimentos e grupos de serviço, que se revezaram nos trabalhos nas barraquinhas e no fornecimento dos petiscos, sempre muito apreciados por todos. A festa foi um sucesso! Mas, muitos não entendem o porquê comemoramos o dia dos padroeiros. Qual a importância para nós comemorarmos o dia de nossa padroeira, Nossa Senhora de Loreto?

Essa é uma pergunta que ouvimos no dia a dia e que tentaremos responder nesta oportunidade. Usamos como fonte de pesquisa as publicações de Augusto Mariotto Kater, Consultor de Marketing das editoras Santuário e Ideias e Letras, que muito contribuiu para esse artigo.

Tradição:

A comemoração do dia dos padroeiros (as) e o culto aos santos é tradição na Igreja desde os primeiros séculos da cristandade. Num hino em honra de Pedro e Paulo do início do século V atribuído a santo Ambrósio, lê-se “Grandes multidões se dirigem para uma cidade tão ilustre: em três vias celebra-se a festa dos santos mártires”.

Inegavelmente, a Igreja Católica é rica em significados e em tradição. Uma das nossas grandes características e virtudes é a sabedoria dada pelo Espírito Santo que nos leva a valorizar a vida de pessoas comuns que dedicaram suas vidas pautadas pelos ensinamentos de Jesus e que, por meio de suas virtudes, anos após sua morte, são reconhecidamente santas, sendo canonizadas. Reconhecer a divindade presente na criatura humana, por meio de seus méritos e sofrimentos, martírios e perseguições em vida, nos move a querer imitá-los e tê-los como exemplo de vida.

A capacidade de identificar e valorizar os santos que viveram entre nós, aliada à tradição da Igreja em denominar paróquias e comunidades com os nomes destes santos ou santas, faz da Igreja uma instituição acolhedora, que recebe a todos, mesmo os que vêm apenas em busca da intercessão desses santos e santas em socorro às suas necessidades. Essa característica única entre as igrejas, nos leva a atingir esses corações doloridos com a Palavra de Deus, sendo bálsamo e alivio aos que sofrem. Esse é o papel evangelizador que nossos santos continuam tendo mesmo séculos após sua morte e, é um testemunho comum que ouvirmos: vim buscar os santos e encontrei Jesus.

Dentre todas as devoções, a mais comum é a devoção mariana, por meio de inúmeros títulos recebidos ao longo da história, em povos e culturas diferentes. E nem poderia deixar de ser, afinal Maria é a mãe de Jesus e de todos nós. Por isso mesmo, temos motivos de sobra para comemorar nossa Padroeira e agradecer a Deus, por ter-nos dado Maria como patrona da nossa comunidade de fé.

A Santa Mãe de Deus, que nos recebe a todos, olhando em nossos olhos, nos indica o caminho na direção do Filho, nosso Senhor Jesus Cristo. Por isso precisamos dar sentido ao que fazemos: Comemorar, preparar uma festa para nossa Padroeira é mais do que montar barraquinhas, contratarmos atrações e shows para arrecadar recursos para a paróquia. Não que isso não seja importante, é sim, fundamental, para quitarmos as contas do ano, mas não pode se restringir a isso.

A festa da nossa Padroeira deve acolher aqueles que vem buscar a diversão e encontram a Igreja, a Comunidade de Fé, apresentar o exemplo de Maria Mãe Santíssima como serva do Senhor e principalmente de despertar nas pessoas o gosto pela Palavra de Deus.

A festa da nossa Padroeira é também oportuna para despertar

Nosso conhecimento do que temos nas mãos, sob nossa responsabilidade:

Um Santuário Nacional para a devoção a Nossa Senhora de Loreto.

 

Temos procurado, embora ainda com uma participação muito tímida da comunidade, aprofundarmos a parte espiritual dessa grande e importante data. A novena, a carreata levando a imagem de Nossa Senhora às principais ruas do bairro, a reflexão diária sobre um tema: Virgem Mãe, movida pelo Espírito; Maria, mãe da evangelização; Maria, mãe da Igreja; Maria, mãe dos filhos de Deus com ternura e alegria; Maria, a estrela da nova evangelização; A Imaculada Conceição; Maria, a força revolucionária da ternura e do afeto e a Espiritualidade de Loreto, são exemplos do caminho que tentamos trilhar na direção de reforçar a nossa identidade, mas muito mais precisa ser realizado.

Que Nossa Senhora de Loreto, entre em nossos corações, em nossas casas, em nossas vidas como instrumento sagrado que nos moverá em favor do anúncio da Boa Nova do Cristo.

 

Maria, rogai por nós.
Ana Clébia – Pascom

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais