Fé e Política – “Não há paz sem justiça”

“Não houve tiroteio nenhum. O único tiro que escutei foi o que matou meu filho. Corri para fora de casa e vi um policial do Batalhão de Choque perto do Eduardo. Meu filho estava caído no chão. Quando avancei nele (PM), ele disse que me mataria também. Sou capaz de reconhecê-lo” — contou, em estado de desespero, a doméstica Terezinha Maria de Jesus, moradora do Complexo do Alemão, em depoimento a Jornalistas na quinta-feira Santa logo após o assassinato de seu filho de 11 anos por um policial.

Mais um jovem, ou melhor, uma criança assassinada pela polícia. Recebo essa notícia em plena sexta-feira da Paixão, quando recordamos o sofrimento e a morte de Jesus. Ele que no Evangelho coloca o seu rosto no rosto de quem sofre e é perseguido. Ele que se pôs ao lado do pobre, do oprimido e do marginalizado. Ele que nasceu pobre e sem teto em um estábulo no seio da família de Nazaré, e se fez operário na oficina de José. E morreu pelas mãos das autoridades políticas e religiosas de seu tempo. As mesmas que, certamente, defenderiam hoje a redução da maioridade penal, a liberdade dos mercados, a diminuição do Estado, a escravidão dos negros e os mecanismos econômicos concentradores de renda e oportunidades ao mesmo tempo em que geram, em função disso, pobreza, miséria, morte e opressão.

O nome da mãe que sofre nessa sexta da Paixão também é Maria. Maria de Jesus. Doméstica, pobre, lutadora que viu seu filho inocente morrer pelas mãos do Estado. A história triste, opressora e lamentável se repete, e nós nos perguntamos: até quando? A Maria mãe do Salvador proclamava, quando esteve com Isabel, sua prima, o claro lado de Deus em uma das mais lindas orações, chamada de Magnificat e registrada no Evangelho de São Lucas: o lado dos pobres e dos oprimidos. E nós? De que lado estamos? O que faremos? Nesse momento, se solidarizar com a profunda dor dessa mãe. E lembrar sempre o que dizia o Profeta Isaías sete séculos antes de Cristo: “Não há paz sem justiça”. Talvez os nossos governantes devessem entender essa frase do Profeta Isaías não como algo puramente religioso, mas como uma proclamação estratégica de política pública. O último braço do Estado que deveria estar dentro de uma comunidade carente deveria ser a polícia – evidentemente que não essa que mata e oprimi os pobres e os negros. Antes disso, deveríamos ter educação, saúde, saneamento e cultura. Mas, infelizmente, o conceito de pacificação propagado pelos nossos governantes resume-se apenas a presença, quase sempre opressora e violenta, da polícia…

Que o período Pascal e os Dons do Espírito Santo, que vivenciaremos em Pentecostes, nos levem a lutar, com esperança e amor, por um mundo justo, fraterno e solidário… Ou seja, pelo Reino de Deus prometido pelo Cristo no Evangelho.

 

Magnificat

A minha alma glorifica o Senhor.
Meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador.
Porque pôs os olhos na humildade da sua serva.
Doravante todas as gerações me proclamarão Bem-aventurada.
Porque o Todo-poderoso fez em mim maravilhas.
Santo é o seu nome.
A sua misericórdia se estende de geração em geração
sobre aqueles que o temem.
Ele manifesta maravilhas com o seu braço:
Dispersa corações orgulhosos.
Derruba o trono dos poderosos,
e exalta os humildes.
Aos famintos ele enche de bens
Despede os ricos de mãos vazias.
Socorre seu povo, seu servo,
lembrando sua própria misericórdia.
Como havia prometido aos nossos Pais,
em favor de Abraão e de sua descendência
Para sempre. (Lc 1,46-55)

 

(*) Robson Leite é professor, escritor, membro da nossa paróquia, funcionário concursado da Petrobras e foi Deputado Estadual de 2011 a Janeiro de 2014.

Site: www.robsonleite.com.br

Página do Facebook: www.facebook.com.br/robsonleiteprofessor

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM