Fatos e Pessoas – jun2017

 

Romaria Nacional da Juventude
 

A Comissão para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) organizou a 2ª Romaria Nacional da Juventude, que foi realizada nos dias 29 e 30 de abril de 2017, no Santuário Nacional de Aparecida. A iniciativa celebra os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, no rio Paraíba do Sul. Jovens de todo o Brasil foram chamados a se reunirem em Aparecida em torno do tema “Maria e a Doutrina Social”.

A programação da Romaria da Juventude 2017 contou com tendas de formação das seguintes expressões juvenis: Novas Comunidades, Congregações, PJs e além de uma “Tenda Especial” comemorativa dos 10 Anos do Documento nº 85 da CNBB: Evangelização da Juventude, desafios e perspectivas pastorais. E contou com o recém-lançado “DOCAT” que é a Doutrina Social da Igreja em um formato voltado para a juventude. Ele tem a mesma idéia do YOUCAT, seu foco é transformar a Doutrina Social da Igreja em uma linguagem acessível aos jovens.

Todas as tendas tinham catequeses comuns no sábado para abertura e fechamento ministradas por um bispo, que eram respectivamente: “Maria e a Doutrina Social da Igreja” e “Sal da Terra e Luz do Mundo”.

Participamos da tenda das PJs, onde na parte da manhã aconteceu a roda de conversa: “Democracia para quem e para quê?” falando sobre processo histórico da democracia no Brasil, análise jurídica do nosso Estado democrático de direito e a constituição brasileira, reforma política e a ampliação das ferramentas de participação popular. No fim da roda abriu-se para perguntas para a platéia. Todos se mostraram preocupados com o rumo que o Brasil está tomando nos últimos tempos.

Na parte da tarde, houve a segunda roda de conversa com o tema: “Participação da mulher nos espaços institucionais da sociedade e na Igreja, com abordagem direcionada à discussão da presença e participação da mulher negra nesses espaços”. A mesa foi composta somente por mulheres negras: uma religiosa salesiana, uma educadora e uma assistente social. A mesa foi muito rica, pois todas elas puderam dividir os desafios que viveram como minorias nos espaços em que ocupavam (inclusive na Igreja) e como isto esteve relacionado ao seu processo de conversão.

No final do dia tivemos um show com diversos cantores e uma adoração do lado de fora do Santuário. O interessante foi que o Santuário permaneceu aberto todo o momento.

No domingo foi celebrada a Missa de Envio, presidida por Dom Wilson, bispo da CNBB responsável pela juventude. Sua homilia, voltada para os jovens ali presentes, nos animou e tivemos realmente a sensação de “sermos enviados” de volta a nossa paróquia com uma missão: de mostrar a juventude do Loreto que precisamos viver fora de nossos muros e não nos fecharmos somente no núcleo paroquial. Soubemos deste encontro sem querer, através da página Jovens Conectados (é a página da Comissão da Juventude da CNBB, vale muito a pena conferir!). Não ficamos sabendo de nenhuma outra divulgação, o que nos estranhou, por se tratar de um evento a nível nacional.

Posteriormente tivemos uma reunião com os bispos pertencentes à Comissão da Juventude da CNBB no subsolo do Santuário. Nessa reunião os bispos se mostraram interessados em ouvir os grupos jovens, pois a Igreja está se mobilizando em torno do próximo Sínodo dos Bispos que será voltado para a Juventude. Nesse sentido, eles estão interessados em conhecer toda forma de organização juvenil no Brasil, por isso decidiram encerrar com essa reunião.

Para eles as expressões juvenis eram divididas em: grupos emanados de congregações, novas comunidades ou movimentos. Contudo, perceberam que existem grupos que surgem nas paróquias sem qualquer ligação com os citados acima: são chamados de Grupos Jovens Paroquiais. Com isso a CNBB está fazendo um levantamento de quantos grupos desse tipo existem no Brasil. Está acontecendo nesse momento um cadastro no site dos Jovens Conectados com o intuito de fazer esse levantamento. Em 2018 acontecerá o 1º Encontro Nacional dos Grupos Paroquiais, em São Paulo, voltado para as lideranças desses grupos que acontecerá nos dias 20 a 22 de julho. Vale muito a pena participar.

Priscila Rodrigues e Thiago Barbosa

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM