Falando Francamente – Tempos da Vovó

Jornalismo é mesmo algo fascinante, nós colunistas repentinamente, muitas vezes somos surpreendidos, quando surge no pensamento, temas e motivos para escrevermos. Imaginem que certo dia, conversando por email com a Ana Clébia, que é uma das responsáveis por esta revista, ela citou uma passagem bíblica que falava em Vaso de Barro, dito isso, me veio à mente os TEMPOS DA VOVÓ e meu pensamento entrou pelo túnel do tempo, e foi parar na década de 1940, época em que convivi com meus avós paternos e matemos. Interessante os gênios e temperamentos das minhas avós, cujos nomes eram: Maria (Mãe da minha mãe) e Amélia (Mãe do meu pai).

Amélia era calma, abnegada, acolhedora e paciente. Maria era agitada, brigona, muito falante e conservadora ao extremo. Educadora exemplar, quando ia à minha casa, via defeitos em tudo, reclamava, chamava nossa atenção por qualquer motivo e nos deixava apreensivos e temerosos de receber cartões amarelos e vermelhos. Quando ela chegava, nossa paz acabava! Já Amélia, era muito católica e não perdia a Oração da Ave Maria, na rádio Tupi, com Júlio Louzada. Era muito carinhosa, gostava de jogar dominó, cozinhava muito bem, fazia um feijão com arroz delicioso, cujo principal tempero era o amor, amor pela família e em especial pelos netinhos. Lembro perfeitamente dela nos dando banho na bacia, eu e meu irmão gêmeo. Vovó fazia bolinhas de sabão para nos distrair, nos tirava da bacia, um em cada braço. Imaginem que lindo, o Zamoura peladinho no colo da vovó, saindo do banho. Realmente uma cena infanto-erótica inusitada.

Estimados leitores, muitas lembranças ficaram na memó¬ria. Minhas avós passando roupa com ferro a carvão, frituras com banha, orações ao lado do aparelho de rádio, o escovão para encerar o piso da sala, os almoços e jantares, que só eram servidos quando o chefe da casa chegasse, este era meu tio solteirão. As crianças não se não se envolviam em conversas dos adultos, o bonde CASCADURA, cujo trajeto era de ¬Madureira até o Largo de São Francisco, cujo ponto na Rua Ana Neri em S. Francisco Xavier ficava bem em frente a casa da vovó Amélia, que na janela esperava nossa chegada. Avaliem a importância de um telefone celular se houvesse naquela época. A janela da casa da minha avó era muito disputada, principalmente durante o carnaval, inclusive a escola de samba Mangueira, desfilava naquela rua e os bondes passavam lotados com o povo cantando e batucando.

Naquela época, virgindade era coisa muito séria, desquites e separações eram raras; lembro quando meu tio e padrinho se separou e meu pai, um militar cheio de princípio moral e dignidade, quando soube disse: “Aqui em casa ele não põe mais os pés”. Beijos e abraços entre namorados eram inadmissíveis e só aconteciam no escurinho do cinema, e mesmo assim, muito discretamente. Que diferença dos tempos atuais em que a namorada dorme na casa do namorado na mesma cama e com a porta trancada, num verdadeiro desafio a gravidez. Nos tempos da vovó não havia gays, e sim com certa raridade AFEMINADOS e MULHER HOMEM. E, se houvesse mais espaço dispo¬nível, eu escreveria muito mais.

Já que falamos no tempo antigo, permitam que lhes diga que minha mãe, no dia 2 de dezembro último fez 100 anos de vida. Felizes aqueles que ainda podem chamar MAMÃE.

Louvores e Glórias a Deus
Zamoura (Da Diva) 15° E.C.e zamouraediva@oi.com.br

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais