Falando Francamente – Fev2018

 

Reminiscências Carnavalescas

 

 

         É incrível prezados leitores como o tempo passa, lá se foram os festejos natalinos, e agora o assunto é Carnaval. São evidentes os preparativos para a folia, e os setores envolvidos na grande festa, se mobilizam intensamente, objetivando apresentar o melhor aos que virão assistir a festa. O Turismo se agita, os hotéis se preparam para receber uma grande quantidade de turistas brasileiros e estrangeiros.  As escolas de samba, que representam a maior atração do carnaval, intensificam os ensaios, atraindo multidões.

Lembramos que completamos 84 anos de idade no dia 2 de janeiro, o que significa  que temos muito a comentar sobre o carnaval antigo, e dele participamos de diversas maneiras. Saibam que a folia contagiava a todos, independente da classe social, os bondes eram frequentados pela classe mais pobre, que se acotovelava nos estribos e no interior daquele meio de transporte, que teve seu término no ano de 1965. O carnaval de rua com seus famosos blocos de sujo alegravam a cidade, e desfilavam em seus bairros. As fantasias eram improvisadas, a rapaziada usava minissaia com laço de fita na cabeça, e as garotas usavam trajes masculinos, ou seja, calça comprida que naquele tempo não era usado por mulheres. Os instrumentos de percussão eram improvisados, uma barrica se transformava em cuíca e/ou surdos e o apito não faltava em cada bloco. Estamos nos referindo a década de 1940/1950. A programação feita pela prefeitura,   abrangia os blocos das repartições públicas que desfilavam na Av. Rio Branco no sábado de carnaval à tarde, os grupos de frevos aos domingos no mesmo local e horário, os ranchos também no domingo à noite, as escolas de samba na segunda-feira à noite e fechando o carnaval desfilavam as grandes sociedades carnavalescas na terça-feira à noite. Não havia venda de ingressos, a multidão se colocava por trás do cordão de isolamento, e a polícia  era responsável, agindo com firmeza evitando invasões. As famílias participavam ativamente do carnaval, fantasiando as crianças, levando-as a brincar nas praças do próprio bairro.

Havia lindíssimos coretos, que concorriam a concurso da prefeitura para escolher o melhor. Havia um instrumento de diversão chamado Lança Perfume, cujo uso foi proibido no governo Jânio Quadros, devido a inúmeros problemas que causavam a sociedade. Na década de 1960 o carnaval mudou completamente seus hábitos e costumes, surgiram os bailes nos clubes, infantis e adultos, assim como os famosos concursos para escolha da melhor fantasia. Diga-se de passagem, que naquele tempo não havia a violência que há hoje, o policiamento era reforçado para coibir brigas entre bêbados, fantasias indecorosas e uso inadequado da lança perfume. Naquele tempo havia: Polícia militar, Guarda Civil, Polícia civil e Polícia especial. Quanto à decoração, além dos coretos, havia figuras alegóricas nos postes e iluminação especial.

Hoje, o carnaval virou fonte de renda para muitos, inclusive para prefeitura que fatura milhões com a venda de ingressos, já não existe baile nos clubes, devido o alto preço cobrado pelos direitos autorais e outras taxas. Nós da velha guarda, tivemos a alegria de vivenciar inesquecíveis carnavais, que até hoje são reverenciadas palas marchinhas que cantamos nos bondes, nos blocos de sujo, nos clubes e nas ruas.

Louvores de Glórias a Deus

 

Zamoura (Da Diva) 15º E.C.C

zamouraediva@oi.com.br

Fotos: Arquivo Agência Estado

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM