Editorial – Abril 2014

A alegria do Evangelho

Querido paroquiano, prezado leitor.

Há poucos dias celebramos a festa da Anunciação e da Encarnação. Deus assume um corpo que pode morrer. Isto ele faz para pagar pelo nosso pecado. Deus está junto de nós, acompanha de perto a vida e o sofrimento do povo. Sofre conosco e os inimigos o levam à cruz, à morte. Uma morte injusta, como o próprio bom ladrão reconheceu: ele não fez nada de mal.(Lc 23,40) Mas Deus, o Pai o ressuscitou e disso nós somos testemunhas. (At 2,32) Essas palavras de S. Pedro falam em nome de toda a Igreja. Não é Pedro a testemunha, nem as mulheres, mas nós. Eles, os primeiros discípulos, presenciaram os sinais da ressurreição. As mulheres viram o túmulo aberto; os discípulos viram que o corpo dele não estava lá; só os lençóis no chão. Eles viram e acreditaram. Agora somos nós que celebramos a Ressurreição. Encontramos o sinal: o túmulo vazio. Agora somos nós que somos chamados a testemunhar, comunicar a experiência, pregar a Boa Notícia. O Senhor ressuscitou de verdade. Alegrai-vos.

Foi certamente isso que motivou o Papa Francisco ao escrever a sua Exortação Apostólica “A Alegria do Evangelho” para indicar os caminhos da Nova Evangelização. Em plena sintonia com o que disseram os Bispos da América Latina no Documento de Aparecida e com o que propõe o nosso 11º Plano de Pastoral de Conjunto do Rio de Janeiro, o Papa afirma que cada cristão é “discípulo missionário” e que temos que olhar para os primeiros discípulos que, logo depois de terem conhecido o olhar de Jesus, saíram proclamando cheios de alegria “Encontramos o Messias”(Jo 1,41) ou a Samaritana que foi logo chamar os moradores de Sicar (Jo 4). Refletindo sobre as Tentações dos agentes pastorais, nos pede “Não deixemos que nos roubem o entusiasmo missionário e a alegria da evangelização” (EG 76-109). Tem gente, leigos e padres, diz o papa, que tem medo de assumir uma tarefa missionária que lhes possa roubar o tempo livre. E chama a isto de desânimo egoísta, sem uma espiritualidade que impregne a ação e a torne desejável. Cansam mais do que é razoável. Não é uma fadiga feliz, mas tensa, pesada e não assumida. Mais adiante, o papa fala das relações geradas por Jesus: o desafio do viver juntos, misturar-nos, encontrar-nos, dar o braço, apoiar-nos, participar nesta maré um pouco caótica, mas que pose transformar-se numa verdadeira experiência de fraternidade, numa peregrinação sagrada. “Não deixemos que nos roubem a comunidade” (EG 87-92)

Maria, a Estrela da Nova Evangelização, rogai por nós.

P. Sebastião Noronha Cintra, pároco.

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM