Coronavírus: o que é preciso saber?

 

Um tema que tem aparecido com destaque nos noticiários são os casos de infecção por coronavírus. Apesar do coronavírus ser conhecido desde a década de 1960, em dezembro de 2019 observou-se que ele sofreu uma mutação (por isso chamamos de novo coronavírus) e causando uma epidemia de infecções respiratórias na China, em alguns casos evoluindo para um quadro grave rapidamente.

Em janeiro e fevereiro o vírus, que até então estava restrito à China, ganhou o mundo. Atualmente, há mais de 100.000 casos confirmados da doença em todo o mundo.

O novo Coronavírus (COVID-2019) é um vírus que tem pequena capacidade de causar doença grave, manifestando-se na maioria das pessoas como um quadro de resfriado comum (coriza, febre baixa e inapetência), sendo motivo de maior preocupação em grupos imunocomprometidos (como transplantados, portadores de doenças do sistema imunológico, em tratamento de câncer entre outras), idosos acima de 60 anos e crianças.

Na população em geral, a letalidade não passa dos 3% dos casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus. A preocupação maior é com idosos, principalmente aqueles acima dos 80 anos, cujo risco de morte é de cerca de 14%.

O aparecimento dos sintomas pode demorar entre 5 e 14 dias.

Diante dessas informações, restam duas dúvidas:

 

1.     Há motivo para tanta preocupação?

Respondendo à primeira pergunta: Parcialmente. É um vírus que tem mostrado uma diminuição do potencial de transmissão em ambientes mais quentes (por isso acredita-se que no Brasil a epidemia seja um pouco mais lenta) além de ter um risco de causar morte, relativamente baixo em pessoas jovens e saudáveis. Pessoas que pertencem ao grupo de risco (idosos, imunocomprometidos e crianças) que precisam tomar mais cuidado. Em janeiro e fevereiro, o Brasil já registrou mais de 180.000 casos de dengue, até o presente momento tem se mostrado como um risco maior para a população que o coronavírus.

 

2.     Como evitar a infecção?

– Lavar as mãos a cada duas horas ou sempre que necessário (ex: após espirrar);

– Sempre cobrir a boca e o nariz ao espirrar e de preferência com lenço descartável;

– Utilizar lenços descartáveis para higiene de secreções;

– Evitar manusear tocar a mucosa da boca, nariz e olhos;

– Evitar uso compartilhado de objetos de uso pessoal (ex: copos, garrafas…)

– Evitar lugares fechados e com multidões.

– Manter os ambientes ventilados.

– Evitar o contato próximo com pessoas que apresentam sinais ou sintomas da doença (ex: febre e sintomas respiratórios);

– Evitar contato com animais silvestres e de fazenda que estão doentes.

– Imunizar a população de risco na campanha de vacinação contra a gripe comum que vai iniciar em 23 de março

– O uso de máscara é indicado quando em confinamento com pessoas potencialmente contaminadas (dentro de aviões, em unidades de saúde, etc)

 

Caso você apresente sintomas e opte por procurar um atendimento de saúde, use uma máscara cirúrgica, afinal o risco de alguém com coronavírus estar procurando um serviço de saúde é grande.

 

Por: Juan Carlos Silva Possi

Enfermeiro pediatra

 

 

Referências:

World Health Organization. Novel coronavirus (2019-nCoV). [Internet]; 2020;

Brasil. Ministério da Saúde. Novo coronavírus: o que é, causas, sintomas, tratamento, diagnóstico e prevenção. [Internet];

Brasil. Ministério da Saúde. Protocolo de tratamento do novo coronavírus (2019-nCoV). Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Brasília. 2020

Center for Disease Controland Prevention. Interim Infection Preventionand Control Recommendations for Patientswith Knownor Patients Under Investigation for 2019 Novel Coronavirus (2019-nCoV) in a Healthcare Setting. [Internet];

Kampf G, Todt D, Pfaender S, Steinmann E. Persistence of coronavirus esoninanimate surfaces and their inactivation with biocidalagents. J HospInfect [Internet]. 2020

https://gisanddata.maps.arcgis.com/apps/opsdashboard/index.html#/bda7594740fd40299423467b48e9ecf6

 

 

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM