Colaboração do Leitor – out2018

 

Os Sacramentos de Cura

 

A enfermidade e o sofrimento sempre estiveram entre os problemas mais graves da vida humana. A doença pode levar à angustia, à depressão e fazer a pessoa fechar-se sobre si mesma, e até levá-la ao desespero e à revolta contra Deus. Mas também pode torná-la mais madura, ajudá-la a discernir o que é essencial em sua vida. Não raro, a doença provoca uma busca de Deus, um retorno a ele. A enfermidade pode se transformar em caminho de conversão, e o perdão de Deus, a cura!

A compaixão de Cristo para com os doentes e suas numerosas curas de enfermos de todo tipo são um sinal de que “Deus visitou o seu povo” (Lc 7,16). Jesus tem o poder de curar e de perdoar os pecados: Ele veio curar o homem inteiro, alma e corpo. Muitas vezes Jesus pede aos enfermos que creiam. Serve-se de sinais para curar: saliva e imposição das mãos, lama e ablução. Os doentes procuram tocá-lo “porque dele saía uma força que a todos curava” (Lc 6,19).Também nos sacramentos da Igreja, Cristo continua a nos “tocar” para curar-nos.

O Senhor Jesus Cristo, médico de nossas almas e de nossos corpos, quis que sua Igreja continuasse sua obra de cura e de salvação. “Curai os enfermos” (Mt 10,8). Esta missão a Igreja recebeu do Senhor e esforça-se por cumpri-la, tanto pelos cuidados aos doentes quanto pela oração de intercessão. A Igreja crê na presença vivificante de Cristo. Esta presença age, particularmente, através dos sacramentos de cura: o sacramento da Reconciliação e o sacramento da Unção dos Enfermos e, de modo especial, pela Eucaristia, pão que dá a vida eterna.

 

Por que um sacramento da Reconciliação após o Batismo?

 

Pelos sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Eucaristia e Confirmação) o homem recebe a vida nova de Cristo. Mas, como ainda estamos em nossa morada terrestre, sujeitos ao sofrimento, à doença e à morte, esta nova vida de filho de Deus pode se tornar debilitada e até perdida pelo pecado. A nova vida recebida não suprimi a fraqueza da natureza humana, nem a inclinação ao pecado, que continua nos batizados para prová-los no combate da vida cristã, auxiliados pela graça de Cristo.

De acordo com o Catecismo da Igreja Católica (CIC), “o pecado fere e enfraquece o próprio pecador, como também suas relações com Deus e com o próximo”. Portanto, uma pessoa que acumula pecados, pode sofrer transtornos psíquicos que podem levá-lo a desenvolver doenças físicas. É o que a ciência chama de doenças psicossomáticas (psiqué – alma e soma – corpo).

 

O sacramento da Reconciliação e da Penitência 

 

Aquele que se aproxima do sacramento da Reconciliação obtêm, da misericórdia divina, o perdão da ofensa feita a Deus. O apelo de Jesus à conversão do coração e à penitência interior, visa uma reorientação radical de toda a vida, uma ruptura com o pecado, uma aversão ao mal, repugnância às más obras que cometemos e o desejo de mudar de vida, com a ajuda da graça divina. Deus nos dá a força de começar de novo! Esta iniciativa, lógico, nos proporciona um alívio psicológico e consolo espiritual. Deus concede o perdão, a paz e a serenidade da consciência, pela absolvição sacramental do sacerdote.

 

Sacramento da Unção dos Enfermos

 

Pela sagrada Unção dos Enfermos e pela oração, a Igreja entrega os doentes aos cuidados do Senhor sofredor e glorificado, para que os alivie e salve. O Catecismo da Igreja Católica explica que a Unção dos Enfermos “não é um sacramento só daqueles que se encontram às portas da morte”. Portanto, tempo oportuno para receber a Unção dos Enfermos é,certamente, o momento em que o fiel começa a correr perigo, por motivo de grave doença; antes de uma cirurgia de alto risco e debilitação física ou velhice, cuja fragilidade se acentua.

O sacramento é um dom particular do Espírito Santo. O principal efeito deste sacramento é uma graça de reconforto, de paz e de coragem para vencer as dificuldades próprias ao estado de enfermidade grave. Esta graça renova a confiança e a fé em Deus; o restabelecimento da saúde, se isso convier à salvação espiritual, e o perdão dos pecados, se o doente não puder obtê-lo pelo sacramento da Reconciliação. Também fortalece a pessoa contra a tendência ao desânimo, medo da morte, e as tentações do maligno, além de propiciar um conforto para a passagem à vida eterna.

 

Colaborou: Solange Ribeiro

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM