Anunciar Jesus em todos os lugares

Uma oficina, uma partilha com a palestrante convidada e um sentimento. Foi assim que, nós da Pascom, iniciamos o diálogo sobre o que gostaríamos de partilhar com vocês na revista desse mês. E se possível ouvi-los também.

Durante a oficina de texto que realizamos em março, tivemos a alegria de convidar a Aline Soares para falar para nós sobre evangelização nas redes sociais e, em um momento de intervalo, falávamos sobre a experiência dela, de trabalhar em um ambiente não católico, com pessoas das mais diferentes religiões, onde existem muitos que pensam diferente de nós, que agem diferente de nós e que não professam a nossa fé (alguns não professam fé nenhuma). E pensamos o quanto somos e podemos ser instrumentos de Deus no ambiente em que estamos.

Pensando nisso, lembramos o que nos disse o Papa Francisco na homilia da Santa Missa da Jornada: Ide, sem medo, para servir. Onde o Papa nos dizia que “A fé é uma chama que se faz tanto mais viva quanto mais é partilhada, transmitida, para que todos possam conhecer, amar e professar que Jesus Cristo é o Senhor da vida e da história (cf. Rm 10,9)”

Não há como dissociar a pessoa que somos, do local onde estamos, e do modo que vivemos. Ou aceitamos a Cristo e vivemos como seus preceitos e mandamentos, passando pelo seu sofrimento e cruz (como pudemos rememorar durante a Semana Santa) ou então viveremos de forma morna, contrariando o que Cristo nos pede (Apocalipse, 3)

Com isso, reflitamos: Como está nossa experiência da fé? Como está nossa partilha d’Aquele que é nosso Senhor e Salvador? Como fazemos isso no ambiente o qual passamos a maior parte do nosso dia, que é o nosso trabalho? Levar o evangelho aos irmãos não é só falar, muitas vezes é silenciar, é ouvir, é demonstrar, é testemunhar, é amar. É ser diferente perante tudo o que ocorre no mundo. É fazer o bem sem olhar a quem.

Para refletirmos sobre as diferentes realidades, pedimos também os depoimentos de algumas pessoas e gostaríamos também de ouvir vocês. Caso se sintam à vontade, enviem seus testemunhos para pascom@loreto.org.br

 

Testemunho 1 – Giselle Pereira / PASCOM

É comum ver as pessoas dizendo que é fácil mostrar nossa fé… até porque podemos revelá-la através de ícones como blusas, escapulários, cordões etc. E quando seu local de trabalho não permite isso?! Como médica não posso usar adereços no ambiente de trabalho e tão pouco blusas com temas religiosos em hospitais onde vemos o pluralismo religioso e precisamos respeitar a fé dos nossos pacientes. Aos poucos o hábito adolescente de andar sempre com a medalha de Nossa Senhora Aparecida (como me mostrar mais católica e brasileira do que assim) foi perdido. Acredito que minha profissão foi um chamado de Deus para cuidar de seus pequeninos para que eu pudesse rezar por suas almas quando não me fosse possível curar com meu conhecimento, mas não tenho como falar abertamente sobre minha Igreja quando estou trabalhando. Nesse momento, a frase atribuída a São Francisco de Assis toma vez “Pregue o Evangelho em todo tempo. Se necessário, use palavras”. Creio que o cuidado, o carinho, o olhar caridoso que posso pôr em cada gesto diário de trabalho é a principal ferramenta para evangelizar os ambientes que transito.
 

Testemunho 2 – Beatriz Santos / Liturgia

Como é ter atitudes cristãs em um ambiente um pouco diferente? Desde que recebi essa pergunta, que fiquei pensando o que seria ambiente um pouco diferente e se de fato havia alguma diferença entre ser cristão independentemente de onde eu estivesse. Depois de muito pensar, entendi que o ambiente pouco diferente é todo lugar onde meus ideais de vida destoassem muito do coletivo. Para cada momento, há uma ação que deve ser tomada e na maioria das vezes a ação perfeita é o ouvir e não simplesmente querer a todo custo falar de forma imperativa aquilo que você acredita ser o melhor. O ouvir ao outro é uma atitude cristã, pois ao doar seus ouvidos ao outro você demonstra empatia pelo o ser do próximo. E isso é muito mais importante e agrada muito mais a Deus do que se começássemos a falar, falar, falar, de modo a julgar ao irmão ou irmã porque ele/ela tem um outro modo de ver o mundo. Além de ouvir, outra atitude cristã muito importante para mim é ser solicito, ou seja, estar pronto para ajudar, se colocar à disposição do próximo seja físico, emocional ou material. Portanto, devemos ter atitudes cristãs independentemente do ambiente ser ou não favorável aos nossos ideais cristãos e para isso temos que ser muito mais ouvintes, solícitos e empáticos, menos preconceituosos, arrogantes, julgadores. Devemos ser amor em todo lugar, não devemos jamais fazer distinção.
 

Testemunho 3 – Fábio Augusto / EJC

No mundo onde vivemos hoje tenho percebido que falar de Deus para pessoas que muitas vezes não o conhecem verdadeiramente e só professam uma fé morna, tem sido cada vez mais difícil e no trabalho não é diferente, tendo em vista que vivemos em um mundo com diversas crenças e religiões. Trabalho na área administrativa de um hospital onde a diversidade de religiões são muitas e falar de Deus não é tão difícil, porém dizer que sou católico gera discussões intermináveis, onde por muitas vezes me incentiva a estudar e entender ainda mais o catolicismo. Lá tenho o costume de agir com ações e não simplesmente com as palavras e isso torna para todos uma visão ampla. Tenho o costume de ao menos uma ou duas vezes na semana rezar o terço com um grupo de pessoas no horário do almoço, isso me aproxima ainda mais de Deus no meu trabalho e me mostra que evangelizar onde estivermos não é impossível. Ser Cristão não é fácil, porém não podemos desistir nunca, seja em casa, na faculdade ou até mesmo no trabalho e devemos sempre ser a imagem de Cristo para todas as pessoas não importando o que ela siga ou acredite, afinal Cristo está dentro de todos nós, devemos apenas deixar ele nos usar como verdadeiros instrumentos de sua vontade.

“Evangelize sempre, se necessário use palavras. (São Francisco de Assis)”
 

Testemunho 4 – Ana Clébia / Fé e Dons

Levar Cristo à todos os ambientes, como nos orientou o Papa Francisco é, sem dúvida, uma tarefa muito difícil. Primeiro porque as pessoas imaginam que o lugar Dele é na igreja ou então que “certos ambientes” não são permitidos aos cristãos. Mas ai, você se depara com Jesus, indo com os próprios pés para junto dos pecadores, ceando com eles, caminhando com eles, visitando suas casas, curando suas doenças e sobretudo ensinando o amor a essas pessoas. Qualquer lugar que seja possível mostrar a face de Jesus, esse é o lugar certo para o cristão estar, ou seja, oportuna ou inoportunamente devemos pregar o evangelho. Nem sempre com palavras, mas com o testemunho. Quando demonstramos a nossa fé diante de uma dificuldade e conseguimos conversar inadvertidamente sobre isso com uma pessoa necessitada de uma palavra de conforto ou de incentivo, estamos levando Jesus a mais um coração.

É assim que procuro agir. A maturidade me trouxe uma paz enorme e esse “estado de paz” aumenta o nosso tempo de resposta, então a primeira palavra a ser dita em algumas situações controversas acabam sendo as mais apropriadas. Ok, se alguém já me viu zangada, sabe que nem sempre é assim, mas graças a Deus, cada vez mais os momentos de ira, são raros. Eu creio que Jesus faz isso com a gente. Ele amansa o nosso coração e as pessoas percebem isso. Elas começam a te olhar diferente, depois chega a hora em que elas vão te dizer: você que é “religiosa”, o que você acha sobre esse assunto? Isso já aconteceu comigo várias vezes. No meu trabalho, raramente tenho oportunidade de conversar com meus colegas. Sou a única mulher e tenho uma sala só para mim, então se eu não sair de lá por alguns minutos para falar com eles, pode acontecer de acabar o expediente sem ao menos vê-los, por isso, sempre que tenho oportunidade, eu digo: a missa foi linda, estava cheia, fiz um curso na Igreja esse final de semana maravilhoso, o meu padre costuma dizer que “…”, enfim, eu posso não ter oportunidade de abrir um debate, mas todos sabem que sou católica, que eu participo da minha comunidade de fé e sabem também que podem contar comigo.
 

“4. Muito me alegrei por ter achado entre teus filhos alguns que andam na verdade, conforme o mandamento que temos recebido do Pai. 5.E agora rogo-te, Senhora, não como quem te escreve um novo mandamento, mas sim o que tivemos desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. 6.Nisto consiste o amor: que vivamos segundo seus mandamentos. É esse o mandamento que tendes ouvido desde o princípio, e segundo o qual deveis viver. 7.Muitos sedutores têm saído pelo mundo afora, os quais não proclamam Jesus Cristo que se encarnou. Quem assim proclama é o sedutor e o Anticristo. 8.Acautelai-vos, para que não percais o fruto de nosso trabalho, mas antes possais receber plena recompensa*” 

II São João, 1 -4,8

 

 

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM