Adoradores

Tão simples como orar é adorar

Não há um chamado, há uma entrega e essa é a essência de ser um Adorador Perpétuo, é o que nos contam George Costa, adorador há cinco meses e Júlio César Martins, Adorador há um ano e cinco meses. George, já se considera um adorador desde que entrou para a igreja, mas agora se dedica a atividade com frequência. Eles nos explicaram como funciona a Adoração Mensal Noturna, da qual participam uma vez ao mês.

A Adoração Noturna, que acontece todos os dias no Santuário de Adoração Perpétua na Igreja de Sant’Ana, no Centro do Rio de Janeiro, é dirigida exclusivamente aos homens. Eles são divididos em grupos que se revezam todos os dias, cada um atuando em um dia no mês. O grupo do dia também se divide em subgrupos que atuam a cada hora, começando às 21h00min com o terço até às 6h00min da manhã, quando é realizada a missa. A Adoração tem por base o livro Horas Santas, da Congregação do Santíssimo Sacramento, que é divida em quatro partes: Adoração, Ação de Graças, Reparação e Súplica; cada parte com quinze minutos de duração, sendo que, no último quarto do tempo a próxima equipe é avisada para se dirigir a igreja e assumir a hora seguinte. O livro usado é de fácil manuseio e com uma escrita clara, que possibilita ao adorador um sentimento de ter sido envolvido pelo Senhor, de uma forma bem simples e bem real.

A Adoração é para eles um momento de renovação das coisas mundanas, em que não precisam se preocupar com as dificuldades que durante o dia tentam ultrapassar. Um tempo que podem dedicar a si mesmos, com uma rotina de intimidade, que permite o contato com o Criador, e onde qualquer um pode participar, bastando apenas estar preparado para se entregar. George nos falou que sua primeira experiência na Adoração foi inesquecível e ele acredita que “toda vez é como se fosse a primeira!”.

Justamente para que eles possam se desligar durante esse tempo de adoração dos problemas atuais, os novos adoradores precisam ser convidados a participar por outros adoradores. É necessário que sejam pessoas conhecidas, para que se mantenha a segurança dos que já participam. O momento deve ser envolto por uma paz interior que transforme o momento da oração em um tempo glorioso com Ele. Adorar é simples, não tem mistério, é isso que dá essência ao ato, a simplicidade de uma prática pela qual todos podem vir a tomar gosto.

Foi Júlio quem trouxe George para a adoração. Após se entregar ao rito, achou que deveria dividir esse prazer e afirma: “Não existe alguém que não se apaixone por adorar! Foi o que aconteceu comigo e com o meu amigo George”. A adoração noturna é mais um presente que damos a nós mesmos do que à comunidade. Ela não é um serviço para o outro, mas atinge ao outro a partir das orações e quando nos transforma em pessoas melhores.

Durante o dia a Adoração é aberta a todos os públicos e é o momento onde as mulheres participam. Quem participa faz porque gosta e faz para si. Não são santos, não são perfeitos, são humanos que se fortalecem pelo ato de oração e contemplação do Santíssimo para levar em seu coração a Sua Igreja e evangelizar através de atitudes.

Fortaleça também a sua fé e se entregue ao ato de ser um Adorador, pois é nos momentos que nos tornamos melhores que fazemos melhor ao mundo em que vivemos.

 

Sr. José, também nos contou sua experiência como Adorador, desde 1983:

No início fazia companhia a Sr. Albino da Costa, porém sem muito compromisso, pois era militar e não queria ficar faltando.

Ao deixar a vida militar, assumi e nunca faltei, em todos esses anos, ao compromisso de Adorar ao Senhor, na noite do dia 23.

Sou do Loreto, onde várias vezes convidei amigos para fazer parte do grupo. Alguns vieram, mas não perseveraram. Até que um dia convidei o Leonardo, marido da Lucia da secretaria e ele então trouxe mais dois amigos, que trouxeram o Julio, que trouxe mais dois. Estou muito feliz e continuo com toda a disposição para continuar a minha missão de Adorador do Senhor.

Reportagem: Carolina Siciliano

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais