Ação de Graças – uma tradição americana ou de todos nós?

Certamente você alguma vez assistindo algum filme ou série se deparou com uma comemoração bem comum dos norte-americanos, o Thanksgiving day, ou Dia de ação de graças, onde eles fazem verdadeiros banquetes e trocam presentes, não é mesmo?

Mas você sabia que essa data não é meramente apenas uma comemoração da cultura dos Estados Unidos? E mais que isso, você sabia que aqui, na nossa cidade, algumas igrejas fazem a sua comemoração na 4ª quinta-feira do mês de novembro de cada ano, sendo, este ano, dia 23 de novembro de 2017?

 

Como surgiu?

Os primeiros dias de Ação de Graças eram comemorados na quarta quinta-feira de novembro, com festivais cristãos em agradecimento às boas colheitas realizadas no ano, razão na qual o Dia de Ação de Graças é comemorado no outono (do Hemisfério Norte), após a colheita ter sido recolhida e atualmente é comemorado na última quinta-feira de novembro.

A origem dessa celebração deu-se por colonos, que depois de más colheitas e inverno rigoroso, tiveram uma boa colheita de milho no verão de 1621. Por ordem do governador da vila, em homenagem ao progresso desta safra em anos anteriores, a festa foi marcada no início do outono de 1621. Homens de Plymouth mataram patos e perus. Outros alimentos que faziam parte do cardápio foram peixes e milho. Cerca de noventa índios também participaram do festival. Todos comeram ao ar livre em grandes mesas.

No entanto, durante muitos anos, o Dia de Ação de Graças não foi instituído como feriado nacional, sendo observado como tal em apenas certos estados, como Nova York, Massachusetts e Virgínia. Em 1863, o então presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, declarou que a quarta quinta-feira de novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças.

Tanto nos Estados Unidos e no Canadá, o Dia de Ação de Graças é quando as pessoas se reúnem com a família, fazendo grandes reuniões e jantares familiares. É também um dia em que muitas pessoas dedicam seu tempo para pensamentos religiosos, orações e missas.

O Dia de Ação de Graças é comemorado com grandes desfiles e também nos Estados Unidos, com a realização dos jogos de futebol. O prato principal do Dia de Ação de Graças geralmente é o peru, o que dá ao Dia de Ação de Graças o apelido de “Dia do Peru” (Turkey Day). Além disso, os cookies também são muito tradicionais nessa data.

 

Mas por que celebrar aqui no Brasil se a origem tem um significado norte-americano?

O embaixador brasileiro Joaquim Nabuco, participando, em Washington, da celebração do Dia Nacional de Ação de Graças, disse: “Eu quisera que toda a humanidade se unisse, num mesmo dia, para um universal agradecimento a Deus”. Estas palavras moveram consciências no Brasil. No governo do Presidente Eurico Gaspar Dutra, o Congresso Nacional aprovou a Lei 781, que consagrava a última quinta-feira do mês de novembro como o Dia Nacional de Ação de Graças.

Porém, em 1966, o Marechal Humberto Castelo Branco modificou esta Lei, dizendo que não a última, mas a quarta quinta-feira do mês de novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças, para coincidir com esta celebração em outros países.

Desde então, a data dessa celebração consta não somente no calendário litúrgico como também no calendário civil de nosso país. No Brasil, não consta do calendário litúrgico, mas há uma nota da CNBB no Diretório Litúrgico oficial, fazendo menção a essa data civil. Não há Próprio, mas se pode, se o dia for livre (ferial ou memória facultativa), usar o formulário de Missa de Ação de Graças, dentre as Missas votivas.

Na data proposta, diversas realidades celebram da sua forma a fim de agradecer as graças recebidas no ano que já se finda… Organizações se movem para ações coletivas, atos de solidariedade… Fiéis das mais diversas religiões celebram através de seu culto próprio e nós, católicos, através de missa, adoração e o “Te Deum”, damos graças nesse dia especial.

Essa celebração é importante não somente para que se cumpra algo estipulado no calendário. Ao darmos graças a Deus por bênçãos materiais, agradeçamos-Lhe também pelo país celestial que Ele tem preparado para cada um de nós. Dar graças significa ter olhos para ver a mão de Deus agindo. Em tudo, dai graças. Aprendamos sempre dar graças a Deus, confiando na Sua bondade e sabedoria e crendo que Ele quer sempre o melhor para os Seus filhos. 

A nossa conduta, como cristãos, tem que incluir, sempre, a gratidão. Dizer “graças a Deus” não pode ser uma coisa monótona, tem que ser a verdade expressa em nosso coração. Ser grato é uma grande virtude. Devemos dar graças a Ele por tudo o que temos. E nunca esquecer que tudo o que somos, tudo o que temos e o que seremos será sempre proveniente do amor, da graça e da misericórdia de Deus.

Qualquer acontecimento e necessidade podem se transformar em oferenda de agradecimento. As cartas de São Paulo, muitas vezes, começam e acabam com uma ação de graças: “Dai graças em todas as circunstâncias, pois é esta a vontade de Deus, em Cristo Jesus, a vosso respeito” (1 Ts 5, 18).

 

E agora? Que tal se unir à esse “coro” universal de gratidão a Deus nesse ano?

 

Aproveite que você agora entende melhor o significado especial que tem a celebração de ação de graças e pense como você quer celebra-la esse ano, ainda dá tempo!

 

– Através de um ato de caridade;

– Em um momento de adoração e agradecimento à Deus;

– Em uma celebração especial pelo dia de ação de graças, como a Paróquia Nossa Senhora da Paz promove todos os anos, aqui no Rio de Janeiro, ou;

– Através de uma oração, um diálogo sincero com Deus!

 

“Senhor, a ti pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. Graças te rendemos, porque somos parte de tua criação maravilhosa. Senhor, tu nos fizeste e nos amas. Recebe, Senhor, toda a nossa ação de graças”! (Sl19)

Não deixe esse dia passar em branco! Dê graças a Deus pelo seu ano no próximo dia 23!

 

Salvum fac populum tuum, Domine, et benedic hereditati tuae.
Et rege eos, et extolle illos usque in aeternum.
Per singulos dies benedicimus te;
Et laudamus Nomen tuum in saeculum, et in saeculum saeculi.
Dignare, Domine, die isto sine peccato nos custodire.
Miserere nostri Domine,
miserere nostri.
Fiat misericordia tua, Domine, super nos,
quemadmodum speravimus in te.
In te, Domine, speravi: non confundar in aeternum.

btn_cepar_468x150  Cepar
  • Alfabetização, cidadania, comunicação, saúde, coral, ações sociais e eventos, você encontra aqui!
Saiba mais

Apostolado da Oração, Congregação Mariana, Grupos de Oração, Liga Católica, Movimento Mãe Rainha e Pastoral Vocacional...

Saiba mais

Você, jovem ou adolescente, que quer se aproximar mais de Deus, confira as opções de grupos jovens que nossa paróquia oferece.

Saiba mais

Aqui você encontrará informações sobre CF, Fé e Dons, Círculos Bíblicos, Cursos da Palavra, Escola de Evangelização Santo André e Mater Eclesiae e Luz e Vida.

Saiba mais

Informações sobre Batismo, Crisma ou Confirmação, Eucaristia, Confissão ou Penitência, Extrema Unção, Ordem e Matrimônio ministrados em nossa paróquia.

Saiba mais

localVeja o mapar de como chegar a Paróquia e Santuário Nossa Senhora de Loreto:

Ladeira da Freguesia, 375 -Freguesia - Jacarepaguá – RJ

CEP 22760-090

Saiba mais  

Entre em contato conosco através dos emails da Administração, Ação Social Loreto, Pe. Barnabitas, Igreja N. Senhora de Loreto, Jornal O Mensageiro, Secretaria, Pascom e Pastoral da Juventude.

Saiba mais

Confira o horário de atendimento de nossa secretaria, missas, confissões, eucaristia e batismo.

Saiba mais
CAPELAS

capelaNeste espaço, você encontrará os endereços das Capelas assistidas pela nossa paróquia e seus respectivos horários das Missas:

    • » NOSSA SENHORA DA PENNA
    • » NOSSA SENHORA DO AMPARO
    • » NOSSA SENHORA DE BELÉM
    • » SÃO JOSÉ (CARMELO)
    • » SANTO ANTONIO
Saiba mais
HISTÓRICO DA PARÓQUIA

quem_somosPrezado leitor, querido paroquiano.

Sim. Agora podemos dizer que Nossa Senhora de Loreto é Patrona do nosso povo de Jacarepaguá há mais de 350 anos.

Quando o P. Manoel de Araujo veio de Lisboa, trouxe esta imagem e, tendo conseguido alguns favores por intercessão da Virgem, lhe dedicou um santuário. Conta o Frei Agostinho de Santa Maria no seu livro “Santuário Mariano e história das imagens milagrosas de Nossa Senhora” de 1723:

Saiba mais
HISTÓRICO DO SANTUÁRIO

hist_santuarioO Brasil, em colonização pelos portugueses, saía do Ciclo do Pau Brasil e ingressava no do Açúcar. Desenvolvia-se em terras litorâneas a construção de engenhos e fazia-se presente atividade febril nos meses de moagem da cana e fabrico de açúcar.

As terras de Jacarepaguá eram consideradas extremamente férteis e a região onde seria construída a Igreja do Loreto era denominada Planície dos Onze Engenhos...

Saiba mais
CEPAR

CeparO CEPAR (Centro de Estudos paroquial Nossa senhora de Loreto), inaugurado em Maio de 2000, uma área construída de cerca de 3000 m2, um complexo com 15 salas de aula cada uma com 30 lugares, um plenário para cerca de 120 participantes, um salão para festas e eventos abrigando 50 mesas redondas de 6 lugares, sem prejuízo da pista de dança e a varanda que circunda o salão pode abrigar 20 mesas redondas de 6 lugares,portanto, cerca de 420 pessoas podem desfrutar dos eventos no salão...

Saiba mais
HISTÓRICO DE NOSSA SENHORA DE LORETO

Historico N. Sra. LoretoNossa Senhora de Loreto

A ditosa casa de Nazaré, onde, após a saudação do Anjo à futura Mãe de Deus, o Verbo se fez Carne, foi transportada, segundo a tradição, para a cidade de Loreto, na Itália.

A Santa Casa de Loreto foi o primeiro santuário de porte internacional dedicado à Santíssima Virgem tendo sido, durante muitos séculos, o verdadeiro centro Mariano da Cristandade....

Saiba mais
Facebook
Twitter
YouTube
INSTAGRAM